Frameworks em Python: quais são e como utilizar

Frameworks em Python: quais são e como utilizar

Você tem dúvidas sobre o que são e para que servem os frameworks em Python? Não se aflija! Neste conteúdo vamos te mostrar tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Antes de mais nada, vamos relembrar o que é Python. Trata-se de uma linguagem de programação orientada a objetos, conhecida por sua facilidade de aprendizagem e aplicação.

O Python foi desenvolvido por Guido van Rossum em 1991 e já caiu nas graças dos desenvolvedores de cara por sua simplicidade, versatilidade, suporte a Graphical User Interface (GUI) e recursos de portabilidade.

Hoje os principais gigantes da tecnologia se valem do Python para desenvolver seus projetos, como Google, Netflix, Facebook, NASA etc. A linguagem Python é interessante porque:

  • É fácil de ler e escrever, portanto os desenvolvedores trabalham mais rápido;
  • Pode ser usada em várias aplicações com segurança;
  • Alta portabilidade – é fácil executar seu código em diversos sistemas operacionais;
  • Alto nível de integração com outras linguagens, como Java, Ruby, C, C++ e JavaScript;
  • É uma linguagem gratuita que proporciona vários benefícios e recursos a seus usuários, independentemente se são startups, grandes ou pequenas empresas.
  • Por ser popular, existem muitos fóruns e comunidades de ajuda com codificação em Python. Portanto, caso você tenha algum problema ou dúvida, vai encontrar ajuda e soluções facilmente na internet.

O que são frameworks em Python?

Os frameworks são coleções de módulos de softwares e ferramentas que ajudam o desenvolvedor na hora de construir seus projetos.

Eles proporcionam uma ajuda fundamental aos profissionais, porque contêm embasamentos teóricos e práticos que otimizam o tempo, evitam erros comuns e repetitivos e, portanto, deixam o processo mais fluido e simplificado.

Existem diversos tipos de framework em Python, que veremos a seguir, mas as outras linguagens de programação também contam com seus próprios frameworks, esta não é uma ferramenta exclusiva do Python.

Microframeworks

Esta categoria é mais simples que os frameworks tradicionais, então serve para projetos mais básicos.

Ao escolher trabalhar com microframeworks, você terá acesso apenas aos recursos mais iniciais, então o objetivo é criar um núcleo simples mas que seja expansível se necessário.

Os microframeworks ficam dentro de categorias, então focam em necessidades específicas. Isso não impede que, com o andar da carruagem, você adicione mais microframeworks para evoluir com o código.

Alguns exemplos ajudam na conexão com banco de dados, templates prontos para web, automatização de envio de e-mails etc.

Frameworks assíncronos

Os frameworks assíncronos são praticamente uma novidade: eles ajudam quando o programa precisa processar um volume muito alto de tráfego de informações.

Assinatura Awari | Cursos Programação

Nesse cenário, normalmente é preciso criar muitas conexões entre usuário e servidor simultaneamente. 

Sabe quando ouvimos falar que um site caiu por conta do excesso de acessos simultâneos? Os frameworks assíncronos podem ajudar a evitar a queda do site, por exemplo.

Eles são bem populares na programação web de alta complexidade, justamente porque facilitam muitas operações simultâneas e complexas.

Frameworks full stack

Ao contrário dos microframeworks, os que se encaixam na categoria de full stack contam com um esquema extenso, que atende a todos os requisitos de desenvolvimento.

Em outras palavras, o framework full stack é uma estrutura de pilha completa.

Com esse modelo, os programadores ficam livres para construir e fazer a manutenção das interfaces junto do cliente e também com o servidor.

Por que usar frameworks em Python?

O desenvolvimento de qualquer projeto que demanda programação é complexo e envolve várias etapas de trabalho, como codificação, teste, avaliação junto aos usuários etc.

Portanto, qualquer ferramenta que ajude os engenheiros, programadores, designers e todos os profissionais envolvidos nesse processo, é de grande utilidade e deve ser considerada.

Entre as vantagens de utilizar os frameworks em Python podemos listar:

  • Redução no tempo de codificação;
  • Criação de um processo muito mais organizado;
  • Aumento na segurança;
  • Grande comunidade e suporte, uma vez que Python é uma linguagem de programação muito popular;
  • Aumento da produtividade;
  • Funciona muito bem para trabalhos em equipe.

Confira a seguir uma lista com os 10 melhores frameworks em Python e suas características.

10 melhores frameworks em Python

Django

  • Full stack;
  • Uma das estruturas mais comuns e utilizadas;
  • Tem muitos recursos disponíveis, como suas bibliotecas e mecanismo Object Relational Mapper (ORM) para gerenciamento de bancos de dados.
  • Um dos frameworks em Python mais velozes e otimizados com ênfase em segurança.
  • É escalonável;
  • Suporta uma série de opções de back end, servidores independentes e APIs de gerenciamento.

Web2Py

  • Uma das estruturas que mais tem recursos para desenvolvimento de pilha completa. 
  • Tem editor de código, depurador e funcionalidade de implementação. 
  • É rápido e maleável para projetos de vários tamanhos.
  • Padrão Model-View-Controller (MVC), que ajuda na visualização e implantação;
  • É compatível com versões anteriores da linguagem;
  • Ajuda a diminuir a vulnerabilidade do código;
  • Mecanismo baseado na nuvem – supera o tempo de processamento e compilação.

Flask

  • Microframework lançado em 2010;
  • Tem recursos avançados, como depuração visual em tempo real e suporte de gerenciamento de banco de dados de backend;
  • Tem um kit de ferramentas super simples, se adapta facilmente;
  • Conta com o Jinja2 Template, que simplifica a codificação em Python;
  • Suporta cookies, o que melhora a experiência do usuário devido à alta velocidade de carregamento;

Bottle

  • Um dos microframeworks em Python mais leves do mercado;
  • Amplamente usado para construção de APIs e aplicativos para a web;
  • Tem um servidor de HTTP embutido, compatível com WSGI;
  • Também tem suporte a diversos modelos, como Jinja2, Mako e Cheetah, que proporcionam um ambiente mais limpo para desenvolvimento de código;
  • Consegue rotear facilmente para URLs dinâmicos;
  • O Bottle também pode suportar qualquer API com o auxílio de plugins.

CherryPy

  • Código aberto;
  • Suporta a versão mais antiga do Python;
  • Não precisa de servidores APACHE, o que reduz o tempo de execução e carregamento;
  • Um dos únicos que pode ser executado no sistema operacional Android.

AIOHTTP

  • Servidor cliente HTTP assíncrono para Python;
  • Só reconhece a linguagem Python a partir da versão 3.5 e usa a biblioteca Asyncio;
  • Tem um mecanismo que permite o redirecionamento das consultas através de funções; 
  • Usa os recursos HTTP de transferência de pacotes, o que proporciona ao programador um bom controle sobre a experiência do usuário;
  • Também tem suporte a middleware e encaminhamento plugável.

CubicWeb

  • Framework full stack de código aberto e gratuito;
  • Usa o método de cubículo que potencializa o aplicativo através da combinação de suas características;
  • Tem suporte a Web Ontology Language (OWL) e Resource Description Framework (RDF), algo raro entre os frameworks em Python;
  • É conduzido por um modelo de dados, tem mecanismos de seleção e visualização com XML e XHTML, suporte JSON e ainda conta com RQL Embedded.

Dash

  • Muito usado para criar aplicativos da web;
  • Ideal para quem trabalha com gerenciamento de dados, porque funciona com o Flask;
  • Tem um recurso de tratamento de erros embutido;
  • Fácil de implantar e escalar por conta da natureza cruzada dos aplicativos;
  • Tem suporte a plugins, é altamente personalizável e tem uma interface bem simples e intuitiva.

Falcon

  • Perfeito para criar APIs e códigos back end, já que aplica WSGI;
  • Baseado na arquitetura HTTP e REST;
  • Capaz de eliminar dependências;
  • Tem suporte Asyncio, extensibilidade e processa solicitações DRY.

Giotto

  • Sua arquitetura MVC prioriza a base de um aplicativo funcional;
  • Permite que o desenvolvedor comece do zero, focando nas funcionalidades e trabalhando em conjunto com o front end;
  • A longo prazo, tem o poder de reduzir a complexidade do código;
  • Tem padrão MVC, suporte a Templates, opções diversificadas de implantação (APACHE, Gunicorn e WSGI) e documentação.

💻 Quer ingressar na área de Programação? Conheça a Awari!

A Awari é uma plataforma completa com mentorias individuais, cursos com aulas ao vivo e suporte de carreira na área de Tecnologia.

Conheça nossos cursos de Programação, com intensivos de Front-End com React, Back-End com Javascript, DevOps, Desenvolvimento Web e React Native.

Saiba mais sobre a nossa jornada personalizada e materiais complementares feitos por especialistas no mercado.

Avance sua carreira

Conheça a Awari

Dê seu próximo passo profissional com nossos cursos e aprenda com mentorias individuais dos melhores profissionais do mercado.

Saiba mais

Conheça a Awari

Dê seu próximo passo profissional com nossos cursos e aprenda com mentorias individuais dos melhores profissionais do mercado.

Saiba mais

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Começar agora