← Voltar para o blog

Python: o que é essa linguagem e para que serve?

Python: o que é essa linguagem e para que serve?

Em pouco mais de uma década, o Python se transformou de uma linguagem de programação com poucos adeptos para uma das mais populares de todas, e hoje é a queridinha de uma parte dos programadores de inúmeras áreas. 

Há muitas razões para esse sucesso! A linguagem foi idealizada para ser de alto nível, e ainda assim, ser fácil de utilizar, e versátil, podendo ser aplicada em diferentes tarefas. Não à toa, há tanta procura por profissionais que saibam desenvolver com essa ferramenta. 

Quer entender com mais detalhes o que é Python, quais suas principais vantagens e o que é possível fazer com ela? Leia nosso artigo até o fim!

O que é Python e para que serve?

O Python é uma linguagem de programação de alto nível, ou seja, que tem uma sintaxe intuitiva, que simplifica comandos e é de fácil compreensão humana. Justamente por isso, ela costuma ser fácil de aprender e acessível.

Foi criada nos anos 1990 por Guido van Rossum justamente com o objetivo de facilitar o entendimento e a operação por parte dos programadores. Dessa forma, seria possível acelerar o processo de desenvolvimento e focar na produtividade, ao invés da interpretação.

Python: uma linguagem de programação simples, de fácil aprendizado e versátil.
Python: uma linguagem de programação simples, de fácil aprendizado e versátil.

Uma curiosidade é que seu nome é inspirado no programa de televisão britânico Monty Python’s Flying Circus. A associação com a cobra píton só viria a ocorrer anos mais tarde, e acabou inclusive inspirando o logotipo da linguagem. 

Algumas características da linguagem Python são:

  • Open Source: trata-se de uma linguagem de código aberto, o que permite que qualquer usuário faça o download livremente e faça modificações sobre a versão original.
  • Tem uma grande comunidade: De acordo com o relatório PYPL PopularitY of Programming Language, o Python é a linguagem mais popular nos motores de busca. Isso significa que ela possui muitos adeptos, e que é mais fácil operá-la e encontrar respostas para eventuais dúvidas. 
  • Fácil aprendizado: para aprender Python, ao contrário de outras linguagens, não é preciso lidar com sintaxe complexa, nem saber conceitos abstratos de programação como classe de objetos. É uma linguagem acessível e fácil de aprender.
  • Alta procura no mercado: toda a popularidade do Python faz com que a linguagem seja uma das mais requisitadas pelo mercado de tecnologia nos dias de hoje, gerando muitas oportunidades de emprego.
  • Multiplataforma: O Python é uma linguagem interpretada, e isso significa que a linguagem é de fácil adaptação, podendo ser utilizada em aplicações Windows, Linux, Mac, IOS, Android, entre outros sistemas operacionais,
  • Multiparadigma: o desenvolvedor pode programar em diferentes paradigmas, como procedural, funcional ou orientado a objetos.

Para que serve o Python?

O Python é uma ferramenta muito versátil, e pode ser utilizado para uma infinidade de tarefas em Desenvolvimento Web, Data Science, Big Data e Machine Learning. A primeira delas é justamente a programação Back-End, criando a parte server-side e aplicações dinâmicas para web. Para isso, o programador pode utilizar uma série de frameworks que facilitam o uso e poupam muito tempo do desenvolvimento.

Que tal programar aplicativos com Python? Também é possível! Ele oferece ferramentas para que você crie protótipos, que inclusive possam ser integrados com bancos de dados e outras linguagens de programação como C e Java.

Banner da Campanha Novos Cursos Awari
Banner da Campanha Novos Cursos Gratuitos Awari

Além disso, um dos seus usos mais comuns é para fazer scripts e automações. A linguagem é ótima para automatizar tarefas simples e repetitivas, o que pode inclusive poupar tempo e trabalho de profissionais em diferentes áreas. Além disso, o desenvolvedor tem à sua disposição uma série de bibliotecas para utilizar com esse intuito.

O Python serve para inúmeras funções nas áreas de desenvolvimento, interpretação e gerenciamento de dados.
O Python serve para inúmeras funções nas áreas de desenvolvimento, interpretação e gerenciamento de dados.

Outra utilidade do Python é para interpretação e gerenciamento de dados, especialmente em grandes volumes. Para isso, a linguagem transforma-os em listas, para a partir daí, facilitar a extração de informações específicas. Esse recurso é bastante útil para trabalhar com ciência de dados.

Ainda nesse tópico, é possível utilizar essa ferramenta para dividir bancos de dados em pequenos pedaços para otimizar sua leitura. 

Por fim, o Python também é muito útil em tecnologias de finanças, por possuir uma base matemática e fácil uso, além de poder lidar com grandes volumes de dados financeiros.

Quem usa Python?

Será que dá para fazer tudo isso mesmo com Python? Sim! Atualmente, a linguagem é utilizada por grandes empresas e que podem demonstrar seu potencial na prática. Algumas delas são Dropbox, Google, YouTube, Globo.com, Facebook, Pinterest, Netflix, Magazine Luiza e Catho.

Também há exemplos de games desenvolvidos utilizando Python (seja de ponta a ponta, ou em algumas partes), como Civilization IV, Battlefield 2, Flappy Bird, Freedom Force e The Sims 4 Mobile.

O Zen do Python

O Python é uma linguagem bastante organizada, e esse é justamente um dos segredos do seu sucesso. Pensando nisso, o engenheiro Tim Peters idealizou o chamado Zen do Python, um conjunto de princípios que podem guiar os desenvolvedores em seus projetos.

No total, a lista conta com 19 tópicos, com um 20º tópico em aberto. Entre os principais, se encontra:

  • Bonito é melhor que feio: o Python tem como característica ser visualmente confortável, o que facilita na hora de interpretar e desenvolver códigos.
  • Simples é melhor que complexo: o objetivo do Python é simplificar! Sempre que possível, simplifique o que foi feito.
  • Complexo é melhor que complicado: não é possível simplificar? Portanto opte por algo complexo, mas que não seja complicado.
  • Casos especiais não são especiais o bastante para quebrar as regras: se atenha sempre ao que é correto, e evite abrir exceções.
  • Erros nunca devem passar silenciosamente: existe algum erro no seu programa? O Python não vai deixar que ele funcione. 
  • Se a implementação é difícil de explicar, é uma má ideia; Se a implementação é fácil de explicar, pode ser uma boa ideia: lembre-se de manter a simplicidade e pensar no bem do seu time.

Como começar a programar em Python

Se você tem interesse em começar a programar em Python, saiba que isso é possível, mesmo para quem ainda não tem familiaridade com programação. Já mencionamos que essa é uma linguagem idealizada para ser fácil de aprender, e por isso, com estudo e algum esforço, você poderá aprender a dominá-la. 

Na Trilha de Programação da Awari, você encontra cursos sobre Back-End, Front-End, React Native e DevOps e aprende como programar utilizando as principais ferramentas do mercado. Clique aqui para saber mais!

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Inscreva-se