Facebook pixel
Awari

4 de junho de 2021

O que é Persona? Definição, importância e como criar

Na era digital, os consumidores esperam produtos, serviços e informações que sejam oportunos e atendam às suas necessidades e desejos específicos. 

Tradicionalmente, algumas empresas ainda desenvolvem e comercializam produtos com base na segmentação e demografia do mercado, assumindo que os recursos, funcionalidades e mensagens atenderão às necessidades de todos os clientes nessa demografia — uma mentalidade de “tamanho único”. 

No entanto, à medida que o mercado muda para um modelo de personalização em massa, as necessidades e desejos dos clientes precisam ser identificadas com mais precisão. Neste cenário, surge a Persona de Usuário, um personagem semi-ficcional baseado no seu cliente atual (ou ideal), que pode ser criado conversando com os usuários e segmentando por vários dados demográficos e psicográficos para melhorar o marketing do seu produto.

Como surgiu?

A estratégia da criação de Persona do Usuário surgiu em meados dos anos 80, em um movimento no qual profissionais de design e de tecnologia queriam desenvolver soluções para usuários através da computação. 

O designer e programador de software Alan Cooper é considerado um dos principais inventores de personas de usuário através de seu trabalho como engenheiro de software naquela década. Foi ele quem formalizou o processo de pesquisa e geração de personas e, na década de 1990, escreveu o livro The Inmates Are Running The Asylum, seguido por About Face: The Essentials of Interaction Design. Ele agora dirige a Cooper, uma consultoria de design de interação.

O que é persona?

Uma persona representa um conjunto de usuários que exibem padrões comportamentais semelhantes em suas decisões de compra, uso de tecnologia, produtos, serviços, escolhas de estilo de vida e similares. 

Assim, ela é uma representação fictícia do seu cliente ideal. Como UX Designer, você iniciará o processo de design realizando pesquisas com usuários — construindo empatia com seus usuários-alvo e identificando exatamente o que eles precisam do produto que você está projetando. Uma persona geralmente é baseada nessa pesquisa do usuário e incorpora as necessidades, objetivos e padrões de comportamento observados do seu público-alvo.

Usando personas, toda a equipe poderá desenvolver um design que atende usuários reais. Um documento com as estratégias de persona, por exemplo, deve conter informações como:

  • Foto
  • Nome
  • Habilidades
  • Descrição
  • Metas
  • Problemas

Leia mais: User Experience (UX): o que é e como atuar na área?

Na imagem vemos três tipos de persona
Exemplo de personas

Qual a importância?

Se você está desenvolvendo um aplicativo para smartphone ou um site responsivo a dispositivos móveis, é muito importante entender quem usará o produto. Para resolver um problema real do usuário, você precisa ter uma definição clara do problema. E para chegar a essa definição, primeiro você precisa entender seus usuários e suas necessidades.

Conhecer seu público ajudará a definir os recursos e elementos de design baseados em problemas experienciados por pessoas reais, tornando seu produto mais útil. Uma persona esclarece quem está no seu público-alvo respondendo às seguintes perguntas:

  • Quem é o meu cliente ideal?
  • Quais são os padrões de comportamento atuais dos meus usuários?
  • Quais são as necessidades e objetivos dos meus usuários?
  • Quais questões e pontos problemáticos eles enfrentam atualmente dentro do contexto dado?

Essas perguntas irão te ajudar a entender as necessidades de seus usuários, processo vital para desenvolver um produto. Personas bem definidas permitirão que você identifique e comunique de forma eficiente as necessidades do usuário e ajudarão a descrever as pessoas que usam seu produto, o que é essencial para sua proposta de valor.

Uma persona sólida pode ser utilizada como sua North Star, orientando suas decisões de design do início ao fim – mas não apenas isso. A maioria dos designers trabalha em equipes multidisciplinares, onde é importante comunicar suas descobertas a partir da fase de pesquisa do usuário. As personas englobam todos os detalhes essenciais sobre seus usuários, apresentando-os de uma maneira que todos possam entender – não apenas designers.

Persona de Usuário na sua empresa

Personas podem ser compartilhadas e utilizadas em toda a organização e em vários departamentos de desenvolvimento de produtos, marketing, suporte ao cliente e vendas. Cada departamento pode usar essas informações de persona. Por exemplo, os gerentes de produto podem usar as informações para projetar um produto que melhor atenda às necessidades ou desejos de uma persona específica, e o marketing pode usá-las para criar mensagens personalizadas.

Compartilhar e maximizar o trabalho da persona entre divisões aumenta a realização de um ROI (Retorno do Investimento) e os custos iniciais da pesquisa podem ser compartilhados em diferentes orçamentos.

Personas também devem ser atualizadas com frequência. Inovação e concorrência podem mudar significativamente as atitudes e comportamentos dos clientes de uma empresa. Para manter as personas atualizadas, as empresas devem manter um diálogo consistente com os clientes e se comprometer a mantê-las como documentos vivos e respiratórios. Um processo centralizado para comunicar novas pesquisas de usuários e atualizar as personas de acordo é fundamental.

Como criar uma persona?

Você provavelmente deve estar se perguntando: como eu posso criar uma persona? Não se preocupe. Hoje nós vamos te ajudar neste processo contando 7 passos para criar uma Persona (com exemplos). O Make My Persona é um site que irá te ajudar a armazenar as informações e arquitetar suas informações. Vamos lá?

Passo 1: Pesquisa

Coletar informações sobre o seu público-alvo é a primeira coisa que você deve cuidar ao criar uma persona. 

Existem muitas fontes de dados do usuário. Aqui estão algumas dicas para você começar:

  • Use qualquer informação que você já tenha à mão: você pode ter algumas ideias sobre seus clientes. Se você já fez alguma pesquisa no passado, ou se sabe apenas algo com certeza.
  • Faça suposições: se você está trabalhando em um produto há algum tempo, pode ter conhecimento suficiente para fazer suposições bastante precisas sobre seus usuários.
  • Análise da Web: esta é uma mina de ouro de dados do usuário. Aproveite ao máximo: redes sociais e fórum de discussão para extrair insights de suas personas.
  • Realize entrevistas com usuários: nada melhor do que falar com uma pessoa real. Apenas certifique-se de usar essa técnica junto com outras fontes.
  • Pesquise

Passo 2: Segmente seu público

É importante ter em mente que uma persona é uma imagem coletiva de um segmento do seu público-alvo. Mas não pode ser o rosto de todo o público, nem pode ser apenas uma pessoa. Você precisa encontrar o meio termo.

Mas quantas personas você precisa para o seu projeto então? A resposta é simples: depende do projeto. Não há regras quanto a isso, e tudo irá depender do produto e segmento que você está envolvido. 

Passo 3: Defina informações demográficas

Depois de terminar a coleta de dados e segmentação, finalmente é hora de começar a criar uma persona. É razoável começar com as informações mais básicas – dados demográficos.

Dados demográficos autênticos são fundamentais para desenvolver uma verdadeira empatia. Dentro desta seção, você deve incluir as coisas mais básicas, como nome, foto, idade, estado civil, emprego, renda, residência e assim por diante. Você deve ter notado uma faixa verde no nome azulejo que diz “Idealista”. 

Passo 4: Descreva o grupo da persona

Dividir as persona em grupo e categorias é o nosso próximo passo. A que grupo pertence essa persona? Ela já é um cliente atual da sua empresa? Ela já usufruiu do seu produto ou serviço antes? Ela está satisfeita com sua empresa e o que você oferece ou é apenas um potencial cliente? Essas são algumas perguntas desta etapa, que podem ajudar o time a ter uma percepção mais abrangente sobre sua marca e produto. 

Passo 5: Defina os Objetivos da Persona

Definir metas de persona é extremamente importante porque permite que você veja como suas metas se alinham com as metas de seus clientes. Sem contar que você conseguirá atender melhor às necessidades dos clientes.

Diremos que o nossa persona “Joãozinho” está procurando uma ferramenta que lhe permita apresentar suas ideias aos seus clientes e gerenciamento de forma fácil e sem horas desperdiçadas em desenhar tudo do zero.

Passo 6: Motivações e Pontos de Atenção

Encontrar o que motiva e frustra seus clientes é algo que você deve incluir nas personas. Uma vez feito, guiará o que você pode fazer para conquistar seus usuários.

No caso de Joãozinho, seus pontos problemáticos podem ser que ele não queira gastar muito tempo aprendendo a utilizar uma ferramenta. Ele também quer uma relação preço/valor equilibrada.

Falando de suas motivações, Joãozinho está procurando alguma automação de suas operações rotineiras. Além disso, ele adoraria se pudesse armazenar suas obras em um só lugar para que pudesse acessá-las de qualquer computador.

Passo 7: Seja criativo e adicione outros ingredientes

Neste ponto, a sua persona já está praticamente pronta. Aqui, porém, também há espaço para sua criatividade e visão sobre o seu produto e público-alvo 

Algumas ferramentas de criação de persona, por exemplo, permitem adicionar outras seções para descrever sua persona da maneira mais detalhada possível – informações como habilidades, marcas e influências, redes sociais e tecnologia que sua persona usa.

Escrito por

Eduardo Valim

é redator na Awari e escreve sobre carreira e tecnologia.