← Voltar para o blog

DevOps: O Guia Completo para começar na carreira

DevOps: O Guia Completo para começar na carreira

Na última década, DevOps deixou de ser uma novidade e se tornou uma necessidade para quase toda empresa de tecnologia. Essa metodologia pode ser essencial para integrar o time, agilizar os processos de desenvolvimento e operações e diminuir os erros.

O responsável pela implementação e monitoramento de práticas nesse sentido é o profissional de DevOps, às vezes chamado de DevOps Engineer, SRE ou simplesmente DevOps. De acordo com relatório do LinkedIn publicado em 2022, esse tem sido o segundo cargo com mais demanda no Brasil nos últimos cinco anos. 

Com a alta popularidade tanto da metodologia quanto da profissão, a área tem se mostrado promissora para profissionais de tecnologia, especialmente aqueles com um perfil comunicativo, que trabalham bem em equipe e têm um bom conhecimento sobre programação. 

Neste Guia Completo, você confere tudo o que precisa saber para iniciar sua carreira como DevOps, incluindo mais detalhes sobre a metodologia, quais as responsabilidades desse profissional e quais as habilidades necessárias para atuar na área. Boa leitura!

O que é DevOps?

Podemos definir DevOps como um conjunto de práticas que integra os times de desenvolvimento e operações – o termo vem justamente da junção das palavras development e operations. Dessa forma, é possível propor um maior senso de colaboração e responsabilidade entre o time, e a partir daí, otimizar processos e aumentar a produtividade.

Mas de que forma isso ocorre? Em um modelo tradicional de empresa, esses departamentos funcionam de maneira independente — ou seja, a primeira equipe se encarrega do desenvolvimento do código e encaminha para que a parte de operações revise e coloque o produto no ar.

Porém, imagine que há um erro na primeira etapa, e que mais adiante, pode comprometer o funcionamento do sistema todo. Se os times funcionarem de forma separada, é provável que a falta de comunicação acabe estendendo o tempo de entrega do produto devido à necessidade de refação.

É justamente isso que a cultura DevOps pretende evitar. Por meio da aplicação de processos internos, essa metodologia garante uma uma equipe mais integrada e com visão de cada projeto, e ainda melhora a produtividade, a segurança e a confiabilidade das operações.

O objetivo de um profissional DevOps é integrar equipes para evitar erros e acelerar entregas.

Essa ideia surgiu no final da década de 2000 graças à demanda do mercado de se ter entregas mais dinâmicas e uma otimização com relação aos recursos das empresas, já que a forma como os setores de tecnologia funcionavam era custava mais tempo e dinheiro. O método Agile foi uma das grandes inspirações, e até hoje, as práticas podem caminhar juntas.

Para que essa ideia seja aplicada às empresas, é necessário que haja profissionais responsáveis por promover essa integração e certificar-se que está tudo correndo conforme planejado. Eles podem ser chamados de DevOps Engineers, ou simplesmente DevOps.

O que faz um DevOps?

Em linhas gerais, podemos dizer que o profissional de DevOps é responsável por atuar como elo entre os time de desenvolvimento e de operações, propondo soluções para que as entregas sejam melhores e mais eficientes. Para isso, ele terá que entender sobre as funções desses dois grupos e ter clareza sobre os objetivos do projeto.

Um dos recursos utilizados para esse objetivo é a automação de processos. Dessa forma, algumas tarefas operacionais podem ser feitas com o mínimo de interferência humana, e as equipes podem focar na testagem e em ocasiões em que é necessário realmente pensar em resoluções diferenciadas.

É obrigação desse profissional definir essas automações e monitorá-las constantemente para verificar se estão dando certo, e até mesmo como estão contribuindo positivamente para o projeto.

A propósito, também é importante ter que o DevOps saiba como realizar testes contínuos. Essa função passa por escolher uma boa ferramenta e entender o que pode ser automatizado e o que precisa ser testado manualmente.

Ao detectar qualquer problema, ele será encarregado de acionar o time para debater o problema e entender o que pode ser feito para corrigi-lo. Outra preocupação deve ser com a segurança cibernética dos sistemas, garantindo que eles estejam seguros e protegidos de ataques maliciosos.

Por fim, o DevOps é um agente na comunicação do grupo, desde a intermediação de pessoas de diferentes setores, até o repasse de solicitações por parte dos clientes e feedbacks contínuos internos e externos.

Qual o perfil de um profissional DevOps?

Uma das características mais importantes é a habilidade para a comunicação, já que o profissional terá que intermediar entre os departamentos da empresa, e muitas vezes, estará em contato direto com o cliente. Para isso, é necessário clareza no repasse de informações, evitando ruídos e buscando um meio termo entre os interesses.

Com relação aos conhecimentos técnicos, é essencial que você tenha uma boa base sobre sistemas operacionais (Windows e Linux), metodologias (Scrum e Kanban), linguagens de programação (Python e Ruby), scripts de linha de comando (Bash e Powershell), integração contínua e cloud computing.

Não é exigido ter habilidades avançadas sobre esses tópicos, mas vale lembrar que, quanto mais aprofundada for sua visão, melhor você poderá auxiliar no projeto. Além disso, seus conhecimentos sobre desenvolvimento e operações serão utilizados na hora de entender as demandas de cada time e buscar soluções.

Entre as habilidades desejadas em um profissional DevOps estão comunicação, organização, proatividade e conhecimentos sobre desenvolvimento e operações.

Por fim, outras características importantes envolvem saber trabalhar em equipe, ser organizado, proativo e ter um bom domínio sobre gestão de projetos.

Quais as ferramentas utilizadas por um profissional DevOps?

Levando em consideração que um profissional DevOps deve ter domínio de diferentes funções em um projeto, também é preciso que ele saiba utilizar ferramentas para administrar suas tarefas.

A primeira delas é o Git, um sistema utilizado para gerenciar versões do código que possibilita que a equipe faça mudanças no produto e testá-lo com recorrência sem comprometer o progresso.

Para o DevOps, ele permite a visualização do que está sendo feito e por qual pessoa, facilitando na hora de corrigir falhas. Por ser um sistema de código aberto, além do próprio Git, você pode utilizar outras formas de gerenciar versões, como o GitLab, o BitBucket, Azure DevOps e o Sourceforge.

Para os processos de Continuous Integration e Continuous Delivery, também é importante que você tenha acesso a uma ferramenta de automação. Isso permitirá que você realize tarefas repetitivas de forma automatizada, podendo dedicar-se à inovação.

Banner da Campanha Novos Cursos Awari

Além disso, também é possível realizar testes unitários sem que seja necessária intervenção humana, e assim, evitar que os erros cheguem à versão final. As ferramentas de automação para DevOps mais utilizadas são Jenkins, Go, Docker, Puppet e Gradle. O Kubernetes é um sistema de gerenciamento de contêineres e é destinado ao gerenciamento de configurações, mas também oferece recursos para automatizar ações.

Um profissional DevOps também deve ter afinidade com gerenciadores de computação em nuvem, justamente por ser uma forma de manter o time devidamente integrado. Por fim, um diferencial pode ser a utilização de ferramentas para gerenciamento, monitoramento, comunicação e colaboração, como Slack, Trello, Asana, Basecamp e Planview.

Quanto ganha um profissional DevOps?

De acordo com o Glassdoor, com base nos salários de DevOps cadastrados no site, a remuneração média desse profissional é de R$ 6.578 por mês. A variação parte de R$ 3.000 e pode chegar a superar a marca dos R$ 15.000, dependendo da empresa e do tempo que tua no cargo.

Para quem almeja exercer a profissão fora do país ou trabalhar para empresas estrangeiras, o cenário é igualmente animador! O site BuiltIn estima que a remuneração média mensal desse profissional nos Estados Unidos seja de US$ 10.500, podendo até mesmo ultrapassar US$ 30.000. 

Como se tornar um profissional de DevOps?

Ficou animado para iniciar uma carreira como DevOps? Antes de começar a atuar, é importante que você se prepare corretamente. Abaixo, elencamos alguns tópicos que você deve se atentar!

Desenvolva suas habilidades como programador

O trabalho de um engenheiro DevOps está diretamente ligado ao setor de desenvolvimento. Por isso, para atuar na área, é essencial que você tenha conhecimento sobre diferentes linguagens de programação – começando por Python e Ruby.

Já no caso de JavaScript e Go, por exemplo, mais importante que ter habilidades práticas é estar atualizado com relação ao seu funcionamento e ter uma boa leitura dos códigos.

Entenda o funcionamento das metodologias ágeis

Conforme mencionamos, a metodologia Ágil (ou Agoile) foi uma das bases para o desenvolvimento do DevOps. Uma dica que pode servir de base para quem pretende atuar profissionalmente no setor é conhecer essa estrutura.

Podemos resumir o método em seus quatro fundamentos, conforme proposto no Manifesto Ágil:

  • Indivíduos e iterações mais que processos e ferramentas;
  • Software funcional mais que documentação abrangente;
  • Colaboração do cliente mais que negociação de contratos;
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano.

O DevOps muitas vezes adota esses ideais, porém, de forma adaptada. Vale lembrar que ambas as culturas podem ser complementares e contribuir para os resultados da empresa como um todo.

Converse com profissionais experientes

Independentemente da área de atuação, os profissionais que já têm experiência no ramo podem ensinar muito sobre sua caminhada, afinal, eles conhecem os desafios de iniciar na carreira e podem propor soluções para evitar erros e facilitar seu desenvolvimento.

Por isso, ao iniciar sua carreira como DevOps, esteja próximo de profissionais com experiência no setor. Sempre que puder, tire dúvidas sobre processos e tarefas, e pergunte sobre experiências que essa pessoa teve durante a carreira.

Aprenda a utilizar as ferramentas de DevOps

A utilização de ferramentas é parte importante do trabalho de DevOps, e pode levar algum tempo até que se tenha um domínio sobre todas elas. Sendo assim, uma das formas de se especializar no assunto é praticar o uso desses softwares.

Além de aprender suas funcionalidades por meio de cursos (conforme falaremos mais adiante), o profissional deve praticar o uso das ferramentas por conta própria, buscando entender suas funcionalidades, testando automações, criando projetos e fazendo exercícios.

Desenvolva sua comunicação

O profissional de DevOps deve ser alguém comunicativo, que saiba transitar em diversas áreas e departamentos de um projeto. Entretanto, uma confusão que muitos fazem é de que essa deve ser uma característica natural, e que as pessoas já nascem sabendo se comunicar naturalmente — o que não é verdade.

A verdade é que a comunicação é uma habilidade que pode ser desenvolvida, especialmente voltada para o ambiente de trabalho. Para isso, você pode realizar alguns exercícios práticos, como a participação de atividades em grupo e a escuta ativa.

A comunicação será um ponto importante para DevOps, portanto, busque desenvolvê-la diariamente.

No curso de DevOps, por exemplo, você pode treinar a comunicação ao trocar experiências com seus colegas de turma, falando sobre os conteúdos aprendidos, e também tirando dúvidas com professores e mentores quando houver a oportunidade.

Tenha um portfólio

Se você está começando a atuar como DevOps, provavelmente não tenha experiências profissionais nesse sentido. Entretanto, você pode montar um portfólio com todos os trabalhos que já desenvolveu na área de tecnologia durante a sua carreira.

Além disso, desenvolva projetos e inclua no documento. Dessa forma, os recrutadores verão que, mesmo que ainda não tenha ocupado um cargo no setor de DevOps, você tem se desenvolvido e está pronto para atuar profissionalmente.

Faça um curso de DevOps

Como você pode observar, DevOps é uma metodologia que envolve uma série de conhecimentos, procedimentos, técnicas e ferramentas. Por essa razão, para ingressar na área, é importante que você faça um curso que abranja todos esses pontos.

O Curso Intensivo de DevOps da Awari tem duração de seis semanas e contém módulos sobre:

  • linha de comando e UNIX/Linux
  • CI/CD
  • contêineres e orquestração
  • configurações, IaC e versionamento
  • monitoramento contínuo
  • entre outros assuntos relacionados. 

Você ainda terá acesso a aulas ao vivo e mentorias individuais com os melhores professores do mercado para desenvolver sua carreira e seus projetos da forma como preferir.

Conheça a Awari

Desde 2018, a Awari vem transformando a educação no Brasil e formando profissionais de alto calibre para atuar no mercado. Os alunos têm acessos a cursos completos com aulas ao vivo, mentorias individuais, materiais complementares e consultoria de carreira para se desenvolver da maneira como preferirem.

Se você está buscando uma carreira no setor de DevOps, conheça nosso Curso Intensivo de DevOps! Com duração de seis semanas, você terá acesso aos principais conteúdos para começar a atuar na área.

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Inscreva-se