← Voltar para o blog

Motion Design: saiba tudo sobre a carreira de animações

Motion Design: saiba tudo sobre a carreira de animações

Atualmente, o motion design está em quase todo projeto audiovisual ou gráfico que consumimos, desde programas de televisão locais, passando por canais no YouTube e vídeos empresariais, até videogames, aplicativos de smartphones e animações mais complexas. 

Por ser tão popular, essa é uma carreira em pleno desenvolvimento, com um mercado crescente e cheio de oportunidades, e tem se mostrado uma excelente oportunidade para muitas pessoas que querem trabalhar com criatividade e criação visual.

A seguir, explicamos com mais detalhes o que é motion design e como é a carreira do profissional. Boa leitura!

O que é motion design?

O motion design, às vezes chamado de motion graphics, é uma linguagem do design usada para dar movimentos a elementos gráficos. Sua principal característica é a utilização de formas geométricas, ilustrações, imagens, textos e ícones. Justamente por isso, se opõe às animações tradicionais, que são feitas quadro a quadro.

Essa técnica é utilizada para a produção de desenhos animados, filmes, vídeos dos mais diversos tipos (como institucionais, tutoriais e vinhetas), publicidade, conteúdos para redes sociais, animações em aplicações, videogames, entre inúmeras outras finalidades.

Isso porque os elementos gráficos em movimento são recursos valiosos tanto para entreter, quanto para enriquecer a experiência dos usuário e do espectador. Além disso, eles podem chamar a atenção e facilitar a compreensão de conceitos mais complexos.

profissional de motion design
A partir do uso de técnicas de design, o motion designer cria animações para serem utilizadas para diversas finalidades.

Os profissionais que trabalham com essa área são chamados de motion designers, e eles também podem atuar como animadores, ilustradores, diretores de animação, designers e UX designers.

Características do motion design

Em primeiro lugar, por ser uma convergência entre design e cinema, esse tipo de linguagem costuma se utilizar de elementos dessas duas áreas, como enquadramentos, composição, cores, movimento, formatos, planos, entre outros.

Além disso, o motion design não está ligado a um único estilo. É possível criá-los a partir de inúmeras técnicas, e até mesmo combinar elementos diferentes como texturas, 2D, 3D, stop motion, flat design, whiteboard, animação tradicional, entre outros.

É comum que as animações criadas sejam planos sequência, ou seja, não possuam cortes secos, mas sim certo dinamismo. Essa não é uma regra irredutível, mas é uma característica bastante habitual

O Storytelling também costuma ser um ponto de destaque dos motion graphics, como forma de garantir que as animações tenham coerência, lógica e sigam certa narrativa. Isso pode ser construído tanto de forma literal quanto mais lúdica, por meio da utilização de elementos.

Qual a importância do motion design?

Uma das razões pelas quais o motion design é tão comum é o seu uso para o entretenimento, já que por meio dessas técnicas, é possível criar novos elementos que podem ser utilizados de forma narrativa em um filme, vídeo ou desenho animado. Entretanto, sua importância vai muito além disso.

O recurso das animações também pode ser utilizado como forma de prender a atenção do espectador ou usuário. Imagine que uma empresa precisa detalhar o funcionamento do seu produto, ou explicar algumas práticas internas para os seus colaboradores. O uso de vídeos pode ser uma ferramenta para simplificar essas mensagens e ter uma maior retenção.

Já no contexto de UX Design, o motion design tem um papel importantíssimo. Desde uma tela de carregamento a funcionalidades animadas de uma aplicação, esses elementos vão contribuir positivamente para a percepção do usuário.

Por fim, vale ressaltar a sua importância para o marketing. Atualmente, é muito comum que as empresas já tenham incorporado em suas estratégias pelo menos algum tipo de anúncio em vídeo ou animação, especialmente em meio digital.

Aliado a isso, as redes sociais apresentam uma série de funcionalidades para marketing em vídeo, que as empresas podem utilizar para a captação de leads. 

O que faz um motion designer?

O trabalho diário de um motion designer é utilizar seu repertório e suas habilidades gráficas para criar animações. Para isso, ele poderá usar ferramentas como o Pacote Adobe (After Effects, Photoshop, Illustrator e Premiere), Cinema 4D, Moho, Mocha e Blender.

O processo de criação geralmente passa por um briefing, criado por outros setores do projeto. Em seguida, cabe ao motion designer formular um guia em formato de storyboard, que vai basear o que será feito posteriormente.

Após a aprovação dos storyboards, seja com ou sem alterações, pode ser necessário criar um moodboard, que vai orientar o estilo da animação, a paleta de cores, o tipo de elementos e tipografias a serem utilizados, entre outros detalhes.

Assinatura Awari | Cursos Design

Também é comum que seja criado um style frame, que é uma imagem representando um frame da animação, e qual será o caminho a ser seguido pela equipe.

Com tudo isso alinhado, finalmente o profissional pode iniciar a criação da animação em si, já com todos os detalhes, texturas, cores, ícones e elementos texturais, e encaminhar para uma nova aprovação. Diariamente, o motion designer terá que se dedicar a novos desafios e criar diferentes animações

Onde um motion designer pode trabalhar?

Como mencionamos, o motion design está em pleno crescimento, e esses conhecimentos podem ser utilizados para as mais diferentes finalidades. Por isso, há uma série de setores em que esse tipo de designer pode trabalhar. 

A primeira opção é trabalhar com marketing e publicidade, fazendo vídeos e animações para televisão, internet (sites, banners, anúncios) e publicações de redes sociais como Facebook, Instagram e TikTok. Essa é uma das áreas que mais tem atraído profissionais, já que a demanda costuma ser muito alta.

O marketing é uma das áreas com maior demanda para profissionais de motion design.

Outra alternativa é atuar na criação de vídeos, animações e vinhetas, seja para programas de televisão, canais no YouTube, filmes para cinema, séries e games.

Um setor que cada vez mais precisa de motion designers é o UX design. Esses profissionais podem atuar no ramo criando animações em sites, aplicativos e softwares, e assim, contribuir para que a experiência do usuário durante o uso seja mais agradável e confortável. 

Por fim, é possível ser um profissional generalista e atuar um pouco em cada um desses setores, ou até mesmo como prestador de serviços freelancer para os trabalhos que preferir. 

Quanto ganha um motion designer?

Como um profissional de motion designer pode trabalhar em diferentes frentes, a remuneração para cada uma delas também pode variar de acordo com o tipo de empresa e o mercado em que ela está inserida.

De acordo com o Glassdoor, o pagamento mensal para um profissional da área parte dos R$ 2.154, para profissionais iniciantes, e pode até mesmo ultrapassar a faixa de R$ 10.000. Em média, a remuneração é de R$ 3.730.

Para quem pretende trabalhar para empresas fora do Brasil, o cenário é ainda mais animador! Segundo o Payscale, que monitora os salários de profissionais dos Estados Unidos, a média salarial lá é de US$ 5.049, podendo ultrapassar os US$ 7.500, no caso de profissionais com mais experiência

No caso de profissionais que trabalham como freelancers, o que é bastante comum na área, a remuneração é de acordo com o projeto e sua complexidade e duração, portanto, não há uma média fixa.

Como começar no motion design?

Que tal começar sua carreira profissional na área de motion design? Elencamos algumas dicas que podem ajudar você a se especializar e iniciar sua vida profissional!

Aprenda sobre design e cinema

O motion design é baseado em conceitos que já existem há muitos anos, como o design e o cinema. Por isso, muitas das técnicas, características e termos utilizados seguem a lógica dessas outras áreas.

Portanto, antes de começar a se aprofundar em animações, procure se informar a respeito dessas questões. No caso do design, estude na prática o que são linhas, tamanhos, formas, texturas e equilíbrio.

Já no que se refere ao cinema, é importante saber sobre iluminação, enquadramentos, movimento, planos, ângulos. Tudo isso servirá como repertório no momento em que você precisar criar seus próprios designs.

Domine as ferramentas de motion design

A criação de animações pode ser feita com uma grande variedade de programas e softwares. Cada um deles tem suas particularidades, formas de usar, interfaces, ferramentas, e limitações.

O domínio dessas ferramentas é importante para que, antes mesmo que comece a trabalhar na área, você entenda como elas funcionam, quais as possibilidades e limitações de cada uma, e qual mais se encaixa à sua forma de trabalhar.

Faça um curso de design

A melhor maneira de atuar como um motion designer é estudar sobre o assunto. Em um curso, você terá a oportunidade de conhecer novos conteúdos de forma didática e organizada para se tornar um profissional da área.

A Trilha de Aprendizagem de Design da Awari traz cursos de UX Design, UI Design, UX Research e UX Writing. É uma forma de se aprofundar nas disciplinas relacionadas à experiência do usuário e aprender a utilizar suas habilidades de motion design para essa finalidade, além de muitos conteúdos.


Na plataforma da Awari, você ainda tem acesso a turmas com aulas ao vivo e pode agendar mentorias com profissionais especialistas, com vasta experiência de mercado. Quer saber mais? Clique aqui!

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Começar agora