← Voltar para o blog

Front End e Back End: o que são e quais as diferenças

Front End e Back End: o que são e quais as diferenças

Por ser um campo de conhecimento complexo, o desenvolvimento web é dividido em setores. Dessa forma, os profissionais podem focar em diferentes aspectos e construir produtos mais completos, aliando aspectos visuais e funcionais a uma ótima experiência para o usuário.

Entre os setores de tecnologia mais requisitados pelas empresas estão o Front-End e Back-End. Embora o trabalho desses profissionais seja oposto em muitos sentidos, eles também são complementares e estão diretamente ligados.

Você sabe quais as diferenças entre Front-End e Back-End? A seguir, explicamos com mais detalhes cada um desses setores, suas respectivas funções e as diferenças entre ambos. 

O que é Front-End?

O termo Front-End representa o setor do desenvolvimento web responsável pela criação e manutenção de interfaces — ou seja, as partes de uma página com as quais o usuário interage diretamente.

Um desenvolvedor Front-End é responsável por pensar sobre a estrutura, a estética e a usabilidade da página, utilizando elementos visuais para guiar o usuário pelas diferentes funções e oferecer uma experiência valiosa. Para isso, ele trabalhará ao lado de Web Designers, UI e UX Designers, além de outros membros da equipe de tecnologia.

O trabalho de um Front-End é focado em idealizar interfaces para que os usuários interajam e tenha uma boa experiência.

As ferramentas mais populares para esse profissional são HTML, CSS e Javascript, além de frameworks e bibliotecas. 

O que é Back-End?

O Back-End é o setor responsável pela criação e manutenção da estrutura das aplicações e o que faz com que todas as suas funcionalidades funcionem. É o que liga a interface ao banco de dados, e que garante a segurança dos dados durante a navegação.

Isso significa que quando você acessa um site ou página, por trás de cada um dos fatores visuais e ações que você vê, é necessário que haja um desenvolvimento no Back-End para que esses elementos funcionem.

O setor de Back-End fica responsável por criar e preservar as funcionalidades de uma página web. 

Para isso, esse profissional dispõe de uma grande variedade de ferramentas, como Javascript, PHP, Python, Ruby, C++ e Node.js, e também é desejável que ele entenda sobre HTML e CSS.

Qual a diferença entre Front-End e Back-End?

Em linhas gerais, a resposta mais simples para essa pergunta é: enquanto o desenvolvedor Front-End é o responsável por idealizar e fazer a manutenção das interfaces, o Back-End se encarrega do que está por trás disso, fazendo com que a página seja útil e funcione corretamente.

Um exemplo que pode facilitar o entendimento sobre as diferenças Front-End e Back-End é um carro. Assim como um sistema ou página na web, esse veículo tem partes que podem ser vistas pelo usuário e outras que ficam escondidas, mas ainda assim são essenciais.

Quando você está dirigindo um carro, tem acesso ao volante, pedais, câmbio e painel, e utiliza os recursos que estão à sua disposição para que ele faça aquilo que você deseja, dentro das opções possíveis. Toda essa parte representa o Front-End.

Entretanto, para que toda essa parte visível funcione, o carro precisa de um motor, suspensão, tanque de combustível, freios, bateria e dezenas de outros elementos que não são visíveis. Eles são acionados todas as vezes que você precisa realizar alguma função — ou seja, funcionam assim como o Back-End.

No vídeo abaixo, você entende um pouco mais sobre Desenvolvimento Web e cada um dos processos para esses setores. Confira!

Desmitificando a carreira de Desenvolvimento Web

E o Full Stack? 

Além desses dois setores, existe outro profissional que faz parte dos times de desenvolvimento chamado de Full Stack. Ele é uma espécie de curinga, pode atuar tanto em Front-End quanto Back-End. 

Banner da Campanha Novos Cursos Awari

A função desse tipo de desenvolvedor é estar ciente de todas as regras do negócio, tanto na área de tecnologia quanto das demandas dos clientes, e a partir daí, propor soluções práticas para o seu time. Na prática, o Full Stack pode atuar de diferentes formas, dependendo da empresa, e estar mais próximo do Front-End ou do Back-End.

Qual ganha mais: Front-End ou Back-End?

Se você está pensando em ingressar em uma carreira de tecnologia, pode ser que tenha essa dúvida, e até mesmo que isso influencie na sua decisão por uma ou outra área do desenvolvimento.

Com base nos salários cadastrados no Glassdoor, a média salarial para desenvolvedores Back-End é ligeiramente superior à de Front-End: R$ 5.203 do primeiro cargo contra R$ 4.104 do segundo. Entretanto, isso não significa que essa diferença seja uma regra.

Ao compararmos a variação dos salários, podemos observar que ela é praticamente a mesma, começando por volta dos R$ 2.000 para iniciantes e ultrapassando R$ 10.000 para profissionais com mais experiência, de grandes empresas.

O mais importante, portanto, é entender que mesmo que haja alguma diferença na média salarial para esses cargos, ambos são opções rentáveis e que oferecem remunerações semelhantes.

Front-End ou Back-End, qual escolher?

A escolha entre Front-End e Back-End é provavelmente uma das questões mais importantes para quem está iniciando na área do desenvolvimento web. Embora não haja uma resposta exata para isso, é possível basear sua decisão em alguns tópicos. 

Perfil profissional

O principal deles é o perfil. No caso do Front-End, é desejável que o profissional tenha afinidade com áreas de design e se interesse por criação visual, já que eventualmente, ele terá que trabalhar com esses elementos.

Além disso, ele também deve ser alguém comunicativo, que saiba trabalhar em equipe, esteja apto a lidar com mudanças e saiba discutir e defender seus pontos de vista, já que ele terá que seu papel no projeto está ligado ao de outras pessoas.

Com relação ao Back-End, é essencial que seja alguém igualmente comunicativo, mas com um perfil mais analítico, paciente e organizado, sempre pronto para propor novos conceitos e testar novas ideias diariamente.

Em ambos os casos, o domínio técnico sobre lógica de programação e ferramentas é imprescindível. Vale lembrar que um profissional deve ter ao menos noções básicas sobre área de estudo do outro, para que o trabalho flua com mais facilidade.

Desvantagens de cada setor

Outro tópico importante são as desvantagens de cada uma das etapas do desenvolvimento. Para o Front-End, que cria interfaces, a principal delas é pensar em uma grande variedade de plataformas.

Explicamos: atualmente, existem centenas de modelos de computadores, smartphones e tablets, e até mesmo de versões de navegadores e aplicativos. Para esse profissional, é muito importante levar em consideração todos, ou ao menos boa parte deles, e isso costuma ser um pouco cansativo e maçante. Se você não gosta de trabalhos repetitivos, pode acabar sendo desagradável.

Para o Back-End, isso não é um problema. Em contrapartida, é muito comum que se esse profissional se especifique em apenas uma linguagem de programação, e isso pode ser limitante para quem está buscando vagas no mercado. 

Portanto, em alguns casos, será necessário se atualizar e aprender novas ferramentas e linguagens, e para algumas pessoas, isso pode ser uma desvantagem.

Conheça a plataforma Awari

Continua na dúvida entre Front-End e Back-End? Conheça a Trilha de Programação da plataforma na Awari! Lá, você encontra cursos sobre ambos os assuntos, além de DevOps e React Native.

Além de módulos completos com aulas gravadas idealizados por especialistas, os cursos incluem aulas ao vivo semanais e mentorias individuais com grandes profissionais do mercado, para que o aluno possa tirar suas dúvidas, trocar conhecimentos e desenvolver sua carreira.
Você também recebe créditos para personalizar sua jornada. Eles podem ser utilizados dentro da plataforma para agendar mentorias e se matricular em novas turmas ao vivo. Para saber mais, clique aqui e confira!

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Inscreva-se