← Voltar para o blog

SQL: o que é e como aprender do zero?

SQL: o que é e como aprender do zero?

No setor tecnológico, todos os dias, novas ferramentas estão sendo criadas. Ao mesmo tempo, há tecnologias que foram criadas há muitos anos, mas que estão sempre em renovação e permanecem sendo essenciais para todo profissional da área.

Esse é o caso do SQL, uma linguagem de estruturação usada para comunicação com bancos de dados relacionais. Até hoje, ele é imprescindível, especialmente para quem trabalha com Ciência de Dados e Programação Back-End.

Quer entender mais sobre a ferramenta , seu funcionamento e como é possível aprendê-lo? Continue a leitura do nosso artigo até o fim!

O que é SQL e para que serve?

O SQL, algumas vezes chamado de “sequel”, é uma sigla para “Structured Query Language”, ou “Linguagem de Consulta Estruturada”. Trata-se de uma linguagem criada em 1974 pela IBM, e posteriormente, padronizada pela ANSI e pelo ISO. 

Apesar de relativamente antiga, ela ainda é muito utilizada até hoje para estabelecer comunicações com bancos de dados relacionais — ou seja, aqueles em que o usuário pode perceber e interpretar os dados em forma de tabelas, por exemplo. 

Entre as funções estão a extração, atualização e inserção de novas informações nos bancos. Além disso, o SQL pode ser utilizado para relacionar duas ou mais tabelas de bancos de dados, como forma de unir informações de mais de uma fonte.

o que é sql
A Structured Query Language, conhecida como SQL, é utilizada para realizar tarefas em bancos de dados relacionais.

Sua popularidade se deve, principalmente, à facilidade de se operar o SQL. Se você tem um banco de dados de clientes e precisa consultar quantos ainda não realizaram compras esse ano, por exemplo, você pode conseguir essa informação com um único comando.

Até os dias de hoje, o SQL permanece como a linguagem padrão, e é uma ferramenta essencial para quem trabalha como programador Back-End ou Análise e Ciência de Dados.

Como funciona a Organização do SQL

Evidentemente, o SQL não se limita somente a poucas funções. Ele pode ser dividido entre outras subconjuntos (muitas vezes também chamados de linguagens) de acordo com seus propósitos. São eles:

DQL (Linguagem de Consulta de Dados)

Trata-se da linguagem utilizada para consultar informações presentes naquele banco de dados. É definida pelo comando SELECT.

DDL (Linguagem de Definição de Dados)

É utilizada para definir comandos em elementos do banco de dados como as tabelas, índices, views e usuários. Entre os comandos, podemos citar CREATE (para a criação), DROP (para a remoção) e ALTER (para alterações).

DML (Linguagem de Manipulação de Dados)

Sua função é definir comandos para manipular dados do banco. Entre eles, estão SELECT, UPDATE, INSERT e DELETE. 

Assinatura Awari | Cursos Data Science

DCL (Linguagem de Controle de Dados)

Esse subconjunto é responsável pelas instruções para controlar os acessos ao banco de dados. Os comandos mais utilizados são GRANT e REVOKE.

DTL (Linguagem de Transação de Dados)

É utilizada para definir os comandos para gerenciar as transações no banco de dados. Entre os comandos, estão BEGIN (para iniciar), COMMIT (para confirmar) e ROLLBACK (para desfazê-la).

Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD)

Para realizar essas funcionalidades, você precisará ter domínio sobre as ferramentas de gerenciamento — os chamados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD). Nos bancos de dados relacionais, os comandos desses sistemas são executados na linguagem SQL.

Entre os mais utilizados para essa finalidade, podemos citar:

  • MySQL: Trata-se de um sistema gratuito, multiplataforma e open source. É muito versátil e o mais popular entre todos os SGBD, utilizado por boa parte das grandes empresas.
  • OracleDB: É muito indicado para a definição e manipulação de dados em para aplicações corporativas. 
  • SQL Server: Desenvolvido e mantido pela Microsoft, esse SGBD possui diferentes funcionalidades, tanto profissionais quanto empresariais.
  • Microsoft Access: Disponível no Pacote Office, o Microsoft Access é permite a criação de bancos de dados relacionais e a personalização dessas aplicações, de acordo com a finalidade do usuário.

Como aprender SQL do zero?

O aprendizado em SQL pode ser essencial para a sua carreira! Se você é iniciante no assunto e quer aprender a utilizar essa linguagem estruturada, confira nossas dicas para acelerar seu aprendizado e garantir seu domínio sobre a ferramenta. 

Faça exercícios práticos

Assuntos relacionados a dados e programação nem sempre são fáceis de entender rapidamente, e muitas vezes, é preciso ter bastante prática para garantir um bom domínio. Com o SQL, não é diferente.

o que é sql como aprender sql
Ao fazer exercícios de SQL, você facilita o aprendizado sobre a linguagem. 

Para que você esteja fluente na linguagem, faça exercícios constantemente com bancos de dados teste, ou criando os próprios bancos. Uma dica é começar com o MySQL, por ser um SGBD gratuito e open source, e também um dos mais populares do mercado.

Conheça os principais termos relacionado a SQL

Há uma série de termos que se relacionam à linguagem estruturada e que você precisa conhecer para trabalhar com ela. Alguns deles já foram citados acima, e se relacionam aos comandos, como Select, Create, Insert, Delete e Alter. 

Entretanto, há outras palavras importantes e que vão aparecer durante a utilização do SQL, como:

  • Query: esse termo é utilizado para definir as consultas feitas com SQL que geram uma lista como resultado.
  • Data Types: Em todo banco, os dados armazenados podem possuir formatos diferenciados. Os Data Types são diretrizes do SQL para reconhecer e padronizar cada um dos dados, e definir de que forma o SQL deverá interagir com eles.
  • Constantes: São caracteres utilizados para representar um valor específico de dados. Podem ser alfanuméricos (aA – zZ; 0 – 9) ou especiais (!, @, #, ‘).

Faça um curso de Ciência de Dados

Se você pretende aprender SQL e saber como utilizá-lo para diferentes situações, a melhor alternativa é fazer um curso sobre Ciência de Dados. Esse tipo de aprendizado pode aliar conceitos teóricos e práticos, facilitando seu entendimento e ampliando seu repertório. 

Na Awari, você encontra uma Trilha de Aprendizagem em Ciência de Dados com cursos sobre Data Science, Data Analytics, Engenharia de Dados e Machine Learning, que incluem aulas sobre SQL, além de muitos outros assuntos relacionados ao tema.

Os cursos são formados por módulos completos de aulas gravadas para você assistir da forma como preferir. Além disso, também é possível participar de aulas ao vivo com professores especialistas e fazer mentorias individuais com grandes profissionais do mercado.


Quer saber mais sobre a Trilha de Aprendizagem de Ciência de Dados? Clique aqui!

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Começar agora