Awari

27 de abril de 2021

Product Manager do QuintoAndar e Mentor na Awari: Como a Educação Transformou a Carreira de Tercio

“Cresci em uma região periférica de Brasília, vim de família humilde. Meus pais se esforçaram para dar uma boa educação para mim e meu irmão, e hoje consigo enxergar o impacto que isso teve na minha vida. Agora, quero compartilhar o que aprendi do jeito mais difícil, de uma forma mais fácil, para que ninguém precise passar por isso. A educação transforma vidas.”

A declaração acima é de Tercio Cassiano, de 31 anos, Product Manager. Apaixonado pela construção de produtos e resolução de problemas desde criança, ele se formou em Ciências da Computação, mas migrou para a área de Produtos na busca do sonho de ver seu trabalho impactando a vida das pessoas. 

Na imagem, você vê o Product Designer do QuintoAndar, Tercio Cassiano.

Hoje, ele atua no QuintoAndar, uma startup brasileira de tecnologia focada no aluguel e na venda de imóveis, é mentor na Awari e conta como a educação e a visão empática sobre pessoas ajudou na sua trajetória – e agora está transformando a vida de dezenas de alunos no Curso de Product Management da Awari.

Paixão pela construção de produtos e relação com a educação

Ser criativo e gostar de colocar a ‘mão na massa’ são duas das características principais de um Product Manager. Dito isso, pode-se constatar: Tercio já estava conectado com a profissão desde criança. Nascido em Samambaia, cidade satélite localizada a 35 km do centro de Brasília, ele cresceu sendo uma pessoa extremamente curiosa e que gostava de entender o funcionamento de tudo. 

“Eu sempre fui uma pessoa muito voltada à construção de coisas. Uma vez, quando eu era bem pequeno, meu irmão ganhou uma bicicleta e um belo dia eu, sozinho, pensei que seria uma ideia legal desmontá-la e montar do zero. Obviamente, não deu certo (risos) e tivemos que levar para a oficina. Mas é legal perceber que eu sempre gostei dessa parte de construir, mexer, desmontar um produto e tentar entender como funcionava.”

Àquela paixão por produtos e o aprendizado de tecnologia, porém, o levaram para outro caminho profissional: a faculdade de Ciências da Computação. Lá, tornou-se Engenheiro de Software e começou a realizar o sonho de trabalhar na construção de produtos. Mas, segundo Tercio, ainda faltava algo. “Era um lado muito mais de resolver problemas ocupacionais e matemáticos. O mercado de Brasília é voltado para terceirização, e o Engenheiro de Software, nesse contexto, recebe uma tarefa padrão e tem que resolvê-la. Foi aí que pensei: eu não estudei para isso, quero resolver problemas reais das pessoas.”

Então, após experiências em ciências de dados e em empreendedorismo, Tercio decidiu seguir um novo rumo: a área de Business Intelligence, no Ministério da Educação, em uma área voltada às bolsas de estudos disponibilizadas pelo Governo Federal – aquele foi um dos pontos de virada em sua carreira.

“Naquele contexto, com aqueles profissionais, eu entendi o quão importante é resolver o problema do acesso à educação e como posso fazer isso na minha área.”

De Brasília para São paulo: uma imersão em produtos digitais

No período em que migrou de profissões, Tercio acumulou diversas experiências nas áreas de gestão, vendas e marketing. Observou o mercado e as fortes tendências de digitalização das empresas por onde passou, até que, em 2017, ele recebeu uma oportunidade para trabalhar em um time de produto. 

“Naquela época tive alguns inputs, consegui fazer a transição (de área) e fiz várias coisas diferentes, como produtos para conciliação financeira, produtos para comercialização de seguros B2B, entre outros”. Em 2019, então, surgiu a grande oportunidade: uma vaga para Product Manager em São Paulo, na GRID, que oferece soluções digitais para empresas. Na empresa, ele ficou responsável pela construção e gerenciamento de uma plataforma de organização de API’s. 

O destino seguinte a GRID foi a Revelo, empresa de tecnologia para recursos humanos. Nos quase dois anos em que fez parte da equipe de produto da companhia, participou de diversas ações que tiveram impacto direto na recolocação e inserção de profissionais no mercado de trabalho – e se viu cada vez mais inserido no mercado de produtos digitais. 

Hoje, Tercio atua como Product Manager no time de Customer Support no QuintoAndar, envolvido em projetos para aperfeiçoamento de ferramentas que a equipe de atendentes usam para resolver problemas de clientes da empresa. 

Importância das mentorias no desenvolvimento profissional

Se transformar em um profissional de alta performance não acontece da noite para o dia, pelo contrário, este é um processo que demanda muito estudo, dedicação e vontade de crescer. Neste contexto, segundo Tercio, há uma estratégia que é fundamental para auxiliar no desenvolvimento profissional: a mentoria. 

“Durante toda a minha trajetória profissional eu tive várias pessoas ao meu lado que me auxiliaram, compartilharam lições comigo que definiram os rumos da minha carreira. Às vezes era uma dica de livro, artigo. Hoje, sempre quando pareço estar sem rumo, lembro-me desses momentos, aquelas conversas (mentorias), e isso me ajuda muito.”

Segundo Tercio, esse foi um dos principais motivos pelo qual escolheu se tornar mentor: utilizar as suas experiências profissionais para orientar novos profissionais da área. Desta forma, ele afirma ter conseguido, finalmente, sentir o impacto do seu trabalho na vida das pessoas. 

“Com a mentoria, eles vão partir de um ponto acima. Essas conversas irão alavancar a carreira deles, fazer com eles tenham menos ansiedade e mais segurança. Esse processo é importante principalmente em um momento de transição, como os alunos da Awari estão; é um momento muito particular da carreira, quando você tem mais dúvidas do que respostas. Então, ter alguém que fale: ‘olha, não é tão difícil, não é tudo isso’. Ajuda a pessoa a se sentir confortável e não desistir.”

Assim, hoje é fundamental ter o auxílio da mentoria em sua jornada de aprendizado. E, mais do que isso, ter uma boa plataforma que forneça uma base de conhecimento sólida, e mentorias de profissionais de grandes empresas, como acontece na Awari. 

“Eu escolhi a Awari porque identifiquei que a mentoria da escola é parte central do programa de ensino. Eu consigo colocar a Awari como um tripé: ela tem uma parte educacional (com professores), uma parte do aluno (de produzir o trabalho dele) e tem uma parte para conectar os dois pontos, que é o mentor – que irá ajudar ele a decupar esse conteúdo, e conectar com o trabalho e planos de ação para vida real. E o mais legal disso é que é um aprendizado mútuo. As mentorias ajudam não só os alunos, mas os mentores também. Aprendi e continuo aprendendo com eles, é uma troca. E, assim a educação segue transformando vidas.”

Dicas de quem é expert no mercado de produtos

Facilitar o caminho para novos profissionais tem sido uma das missões de Tercio atualmente. Os anos de vivência no mercado e o sucesso em sua transição de carreira para Product Management possibilitam a ele, hoje, dar conselhos para quem deseja seguir um caminho similar. Confira três dessas dicas abaixo.

Desk Research 

“Uma coisa que você deve fazer é Desk Research. Eu sinto que as pessoas querem trabalhar com produto, mas não param para procurar as vagas e entender o que o mercado precisa. O primeiro passo é esse: entender o que as empresas entendem como gestão de produtos para alinhar com o seu perfil profissional.” 

Autoavaliação de Skills

“Faça uma autoavaliação ou converse com profissionais da área de produtos, entenda onde você pode melhorar, em que aspecto está indo bem. Essas avaliações são importantes para o seu desenvolvimento. Com isso, você vai entender onde você está. Hoje, por exemplo, é importante para um Product Manager entender um pouco sobre SQL (Structured Query Language) também. Procure cursos sobre o tema em plataformas como Coursera para aperfeiçoar essa skill.”

Processo de trás para frente

“Quando você estiver na frente do recrutador, ele vai precisar que você tenha um determinado número de skills para competir por aquela vaga. Então, fazer esse processo de trás para frente, vendo como você pode melhorar essas skills antes com pesquisa, funciona mais do que procurar um grande guru de produto.”

Escrito por

Eduardo Valim

Com experiência como Repórter da Globo, atualmente é Redator na Awari. Apaixonado pela escrita e tecnologia, usa isso para criar conteúdos que ajudam pessoas a navegar por assuntos complexos.