Awari

Como são os processos seletivos em UX Design?

Muitos de nossos alunos nos fazem a seguinte pergunta: “Como são os processos seletivos em UX Design?”. Sabendo da importância desta questão, especialmente para aqueles que estão passando por uma transição de carreira e começaram a procurar por vagas nesta área há pouco tempo, a Awari compilou tudo o que você precisa saber para mandar bem em um processo seletivo para atuar como UX Designer aqui neste post.

Quais as etapas de um processo seletivo em UX?

Os processos seletivos na área de UX podem assumir diferentes formatos. A forma que eles são estruturados depende, principalmente, do perfil da empresa que está contratando. Startups maiores e já estabelecidas no mercado, como Nubank, Picpay e iFood, são altamente desejadas por profissionais e, como consequência, contam com processos mais extensos, geralmente na seguinte estrutura:

  • Triagem inicial
  • Análise de currículo
  • Análise de portfólio
  • Entrevista com RH
  • Desafio técnico
  • Entrevista com o gestor
  • Proposta

Empresas menores, geralmente, contam com processos seletivos mais curtos, com apenas 3 das etapas apresentadas acima: entrevista inicial com a recrutadora, desafio técnico ou análise de portfólio e uma entrevista com o gestor da área.

Ao longo deste artigo analisaremos as principais etapas dos processos seletivos e o que cada uma busca avaliar nos candidatos para que você possa se preparar da melhor maneira possível para cada uma. 

Também é importante ressaltar que cada etapa possui um caráter eliminatório, dando ao processo um caráter de funil.

Perguntas Iniciais 

É muito comum que ao se deparar com uma vaga em UX Design você precise responder algumas perguntas para em sua inscrição. O objetivo desta etapa é bem simples: compreender seu perfil profissional. Temas como a cultura organizacional de empresas onde você já trabalhou e os motivos por trás de sua candidatura são frequentemente levantados nesta etapa.

A partir disso, a organização começa a avaliar como seu perfil se relaciona com a cultura que ali predomina e com a função para qual você está se candidatando. Dessa forma, é muito importante que você esteja familiarizado com elementos como a missão, visão e valores da empresa (estas informações geralmente ficam disponíveis em seu site, como no caso da Awari), quais atividades competem a esta posição (informação que pode ser encontrada na descrição da vaga) e qual tipo de candidato a organização está buscando para este cargo.

Com essas informações em mente você será capaz de responder essas perguntas de maneira objetiva e direcionada de acordo com o profissional que a empresa busca.

Análise de Currículo

Nessa etapa, recrutadores buscam saber quem você é profissionalmente. Fatores como experiências prévias, qualificações e os resultados que você gerou ao longo de suas experiências passadas são considerados nesta etapa.

É interessante que você elabore um currículo específico para cada vaga que você se candidata, direcionando suas experiências e formações para o que a organização busca naquele cargo. E se você não tem experiência prévia em UX, não se desespere! Em toda profissão existem competências que podem ser utilizadas, então faça questão de destacá-las. Cursos como nosso intensivo de UX Design também são muito valorizados pelas empresas.

Análise de Portfólio

Essa etapa ocorre em conjunto com a análise de currículo e é tão importante quanto a etapa passada (ou mais!). Seu portfólio funciona como um cartão de visitas, afinal, é o primeiro contato dos recrutadores com seu trabalho e é através dele que os recrutadores poderão observar algumas de suas experiências e habilidades na área, além de analisarem quais técnicas e ferramentas você domina. Por isso, é muito importante que seu portfólio seja bem construído, como explicamos neste artigo.

Uma dica rápida: nem sempre quantidade significa qualidade! A pessoa responsável por avaliar seu portfólio não tem muito tempo disponível, então dê foco aos principais trabalhos da sua carreira e aqueles que melhor se relacionam com o que a vaga de UX pede.

Entrevista com RH

Essa é a segunda etapa do processo em que o time de RH busca entender mais sobre você. Seu histórico profissional, suas habilidades técnicas, o que você busca para sua carreira, tudo isso será considerado ao longo da entrevista para compreender seu perfil com maior profundidade.

É muito provável que, ao longo da entrevista, os recrutadores façam perguntas para investigar se você possui determinadas competências técnicas ou comportamentais, por meio de situações que você já tenha vivenciado. Na maior parte das vezes, essas competências podem ser encontradas na descrição da vaga, então prepare-se com antecedência! 

Exemplos de perguntas comuns nesta etapa:

  • Fale um pouco sobre você: Qual sua formação? Onde você já trabalhou? Quais projetos desenvolveu? Por que você se candidatou para essa vaga? O que você busca nessa empresa?
  • Análise de competências técnicas: Quais programas geralmente você utiliza nos seus projetos? Quais softwares você domina? 
  • Análise de competências comportamentais: Como você lida com reprovação de propostas pelo cliente? ; Conte-me sobre uma época em que um projeto não saiu exatamente como planejado e como você lidou com essa situação (Resiliência e flexibilidade). Como você consertou isso? (Resolução de problemas).

Desafio técnico 

Após a aprovação na entrevista inicial, é possível que você receba um desafio técnico com alguns dias (ou horas!) para resolver. Muitas vezes, os desafios surgem a partir de problemas que a própria organização enfrenta, então é muito importante você se dedique a esta etapa com afinco. 

Alguns dos conceitos e competências comuns em vagas UX: 

  • Avaliação heurística de um site;
  • Análise de um feature de um produto ou site;
  • Construção de wireframes
  • Demonstração de habilidades em um software ou ferramenta utilizados na empresa.
  • Criação de um protótipo de baixa fidelidade e exposição conceitos por trás do protótipo.

Alguns exemplos de cases:

  • Nossa página está tendo um problema onde um usuário está burlando o nosso sistema para usar o serviço de forma gratuita. O que você faria para consertar esse problema?
  • Será solicitado que você critique o design de um determinado produto. Eles poderão perguntar para você sobre o que funciona, o que não funciona, como poderia ser aprimorado, por que a empresa construiu esse determinado produto.
  • Como criar uma página virtual para um produto físico que custa mais de R$ 400 reais?
  • Altere ou melhore o produto existente, exemplo: escolha um público não atendido pelo Spotify. Sugira como eles poderiam melhorar sua oferta para este grupo.

Entrevista com gestor

Essa etapa é conduzida pelo o gestor da área que você irá trabalhar. Alguns outros profissionais do time da área também podem participar dessa etapa, para compreender melhor como você se integraria ao time de um ponto de vista técnico e também comportamental. Como este é o primeiro contato direto com outro profissional de UX, espere perguntas mais específicas, mas lembre-se que estas pessoas trabalharão com você dali pra frente e outras características, como seu carisma e capacidade de trabalhar em equipe, serão avaliados.

Exemplos de perguntas técnicas:

  • Como você melhoraria a experiência do usuário do nosso produto?
  • Quais métricas que você utilizaria para medir o sucesso de seus  designs?
  • Como foi o processo de criação dessas peças?

Proposta

Parabéns! Agora você está a um passo de conquistar uma vaga em UX Design. Este é o momento em que a empresa apresentará formalmente quais atividades você irá desenvolver e algumas outras particularidades da vaga em questão. Também é nesta etapa que muitas empresas informam detalhes sobre salário, jornada de trabalho e benefícios. 

Atenção: caso a empresa em questão tenha uma cultura e um time interessante, mas o salário ou os horários não lhe agradem muito, é possível negociar estes pontos para chegar em um acordo interessante para ambas as partes. O curso de UX da Awari oferece módulos de negociação salarial com nosso time de RH.

Mirella Pagnano

Escrito por

Mirella Pagnano

é analista de RH na Awari e faz parte do nosso time de orientação de carreira. Possui experiência em Avaliação de Desempenho, Recrutamento & Seleção e Recolocação Profissional.