Awari

A importância das comunidades para o aprendizado

Podemos definir o conceito de aprendizado como a aquisição de novos conhecimentos e habilidades – ok, sabemos que por trás dessa descrição objetiva existe um processo mais complexo – mas aprender algo novo sempre nos tira da zona de conforto. 

Por essa e outras razões, o aprendizado não deveria ser uma jornada solitária. Muito pelo contrário. No contexto da educação, fazer parte de uma comunidade, por exemplo, traz uma série de benefícios que podem impulsionar a sua jornada pelo conhecimento. 

Diferente do modelo tradicional de educação, em uma comunidade, os projetos educativos extrapolam os limites da escola e seus membros são enriquecidos pela construção coletiva de conhecimento – além, claro, do incentivo e da orientação de mentores e colegas.

Mas, o que é uma comunidade?

Originalmente, “comunidade” era o lugar onde você vivia. Ao longo dos anos, porém, o termo adquiriu uma nova conotação. Nós mudamos, tradicionalmente, de nascer em uma comunidade para, agora, escolher nossas próprias comunidades e expressar nossas identidades por meio delas. 

De maneira geral, hoje definimos comunidade como um grupo de pessoas que compartilham algo em comum. No entanto, encontramos várias discussões a respeito dessa definição ainda ser muito vaga. Por isso, para darmos continuidade, vamos enfatizar a definição de comunidade que engloba três elementos: pessoas, relacionamentos e uma identidade comum, representada aqui pela busca do aprendizado.

Com isso, neste artigo, vamos focar em alguns pontos chaves sobre a importância do aprendizado em comunidade e como desenvolvemos isso na Awari.

Pessoas aprendem melhor em comunidade

Apesar das várias teorias sobre como as pessoas aprendem, todas elas convergem em um ponto: o papel crítico da interação. Como seres sociais e complexos, aprendemos melhor ao compartilhar experiências significativas que vão além do fluxo de informação unilateral, característico de palestras típicas em salas de aula tradicionais, por exemplo. 

Uma comunidade real existe quando seus membros interagem de uma forma significativa que aprofunda a compreensão uns dos outros e leva ao aprendizado. Esse espaço de troca é importante para que todos possam participar e, assim, agregar ao grupo.

Além disso, o desenvolvimento e retenção de um novo conhecimento depende muito do relacionamento entre quem está aprendendo e aquele que já possui expertise. Fazer parte de uma comunidade possibilita esse relacionamento. Dessa forma, se você está aprendendo, é possível compartilhar todo o seu processo de pensamento e não apenas suas conclusões. Enquanto isso, aqueles que já possuem experiência podem trazer feedbacks relevantes sobre o processo que você compartilhou.

Na Awari, nossa comunidade é formada por alunos, instrutores e mentores. Além do conteúdo apresentado pelos instrutores, nossa sala de aula é pensada para ser um espaço colaborativo em que os alunos podem compartilhar suas ideias, projetos e experiências. Também fazemos a ponte entre alunos e mentores, construindo relacionamentos que colaboram para o seu desenvolvimento.

Fora de sala de aula, o diálogo continua. Assim, aprendemos melhor em comunidade porque temos a possibilidade de compartilhar nosso processo através de interações e relacionamentos significativos – o que nos permite lapidar ideias e receber feedbacks valiosos durante nossa trajetória.

Fazer parte de uma comunidade melhora o seu engajamento

Com a rotina acelerada que temos, aprender sozinho pode ser um grande desafio. É difícil encontrar tempo para estudar – e, muitas vezes, colocamos o objetivo de aprender uma habilidade nova em segundo plano. Participar de uma comunidade não faz milagres, nem multiplica as horas do seu dia, mas caminhar junto com outras pessoas que compartilham do mesmo propósito aumenta suas chances de chegar lá.

O sentimento de pertencimento pode te motivar a investir mais tempo no seu aprendizado em vez de ser um mero observador. Ter um ponto de encontro e o compromisso com um grupo potencializa o seu nível de entrega. E, por fim, dividir a jornada com pessoas em diferentes níveis de aprendizado nos dá maior clareza sobre os próximos passos.

Em nossas turmas na Awari, temos alunos de diferentes perfis. Tanto alunos que já possuem alguma experiência, como aqueles que estão dando seus primeiros passos na área. Essa pluralidade de backgrounds faz com que nossos alunos possam se ajudar mutuamente, motivando uns aos outros. Além disso, trazer histórias de sucesso da comunidade, através de projetos de alunos que estão concluindo o curso ou como tem sido a experiência deles trabalhando na área, também contribui para o engajamento da comunidade.

Aprender em comunidade te prepara para a realidade do mercado de trabalho

Quando falamos de comunidades, enfatizamos a importância dos relacionamentos no processo de aprendizado. Assim, a educação centrada na comunidade nos prepara para viver e trabalhar em um mundo que exige maior colaboração.

Trabalhar bem em equipe e ter boas habilidades de comunicação, por exemplo, são soft skills extremamente importantes. Fazer parte de uma comunidade te dá a possibilidade de desenvolver essas habilidades na prática.

Seja participando de discussões ou fornecendo e solicitando ajuda, estar inserido nesses espaços de interação te prepara para a realidade do mercado de trabalho. Na sua rotina de trabalho, você precisará interagir com outras pessoas e times. Estar preparado para isso é essencial.

Na Comunidade Awari, incentivamos o diálogo constante. Seja entre turmas, como entre o curso. Compartilhar conteúdos, tirar dúvidas e compartilhar experiências é o que fortalece a comunidade.

Encontre sua tribo e participe

Comunidades são necessárias. E, atualmente, não precisamos nem ao menos estar no mesmo lugar físico para fazer parte de uma. Se você está em uma jornada de aprendizado, encontre sua tribo, as pessoas com quem vai caminhar.

Além de encontrar uma comunidade, é preciso aproveitá-la ao máximo. Os benefícios de uma comunidade estão disponíveis para todos que escolherem se engajar. Não basta ser um observador ocioso. Você precisa participar, se conectar com as pessoas. Compartilhe sua trajetória, sua experiência, seu processo de aprendizado, ofereça ajuda e se permita ser ajudado.

No final das contas, é esse espaço de troca que torna vivo o aprendizado. Conceitos e técnicas estão sempre em constante evolução, fazer parte de uma comunidade te permite acompanhar essa dinâmica e, também, trazer suas próprias contribuições.

Assim, quando pensamos na nossa jornada de aprendizado, comunidades desempenham um papel importante por, pelo menos, três motivos:

  1. A interação e compartilhamento de experiências significativas faz com que as pessoas aprendam melhor em comunidade;
  2. Dividir sua jornada com outras pessoas pode te motivar a dedicar mais tempo no seu aprendizado, aumentando suas chances de atingir seus objetivos;
  3. Fazer parte de uma comunidade te prepara para o mercado de trabalho, considerando o desenvolvimento de habilidades de interação e colaboração, na prática.

Com isso, não basta apenas encontrar uma comunidade, é preciso realmente participar, se conectar com as pessoas e aproveitar ao máximo. E, acredite, fazer parte de uma comunidade não irá apenas potencializar o seu aprendizado, mas também vai transformar sua jornada em um processo muito mais rico e prazeroso.

Ellen

Escrito por

Ellen

Ellen é Community Manager na Awari.