← Voltar para o blog

Desenvolvimento Pessoal: 5 dicas simples para o sucesso profissional

Desenvolvimento Pessoal: 5 dicas simples para o sucesso profissional

Quando falamos em desenvolvimento, a primeira ideia que vem à cabeça é o aprimoramento profissional, já que constantemente, estamos estudando e expandindo nossas habilidades para o mercado de trabalho.

Porém, o que muitas pessoas não levam em conta é que o desenvolvimento pessoal é tão importante quanto o profissional. Mais que isso, ele pode ser praticado e aperfeiçoado diariamente por meio de atividades simples, e que podem agregar muito à sua maneira de agir.

Mas o que é desenvolvimento pessoal, afinal? Trata-se do ato de trabalhar para o crescimento e a evolução de suas competências e habilidades individuais, como comunicação, trabalho em equipe, inteligência emocional, organização, entre outras características.

Abaixo, listamos cinco dicas incríveis que você pode aplicar no seu dia a dia para colocar o desenvolvimento pessoal em prática. Confira!

1. Faça um planejamento e defina metas

Em todo projeto profissional, é necessário um planejamento para saber o que precisa ser feito, como está o andamento e onde você quer chegar. No desenvolvimento pessoal, isso não é diferente! A criação de um plano de ação será determinante para o seu sucesso, por isso, essa é uma ferramenta essencial.

Comece fazendo um diagnóstico do seu momento atual, e listando os pontos de melhoria em que você deseja trabalhar, sejam eles com relação à sua vida financeira, organização pessoal, estudos ou objetivos profissionais. Essas metas servirão como ponto de partida para você desenhar os próximos passos.

Em seguida, divida sua meta em pequenas tarefas periódicas para que seu desenvolvimento seja diário. Estipule prazos para que você possa acompanhar seu progresso e manter o foco.

homem fazendo planejamento para desenvolvimento pessoal
No seu planejamento, inclua pequenas tarefas para atingir seus objetivos e metas a serem cumpridas.

Vamos exemplificar com uma situação hipotética. Supondo que seu objetivo seja aprimorar suas habilidades com relação a eloquência e comunicação. Nesse caso, pesquise tarefas diferentes que possam auxiliar nessa finalidade, como a participação em grupos de discussão, networking profissional e aulas de teatro ou oratória, entre muitas outras.

A partir disso, comece com uma tarefa simples, como estudar formas de hierarquizar melhor suas ideias ainda no papel. Alguns dias ou semanas, proponha colocar essas ideias em prática ao conversar com amigos próximos e familiares.

O passo seguinte é conhecer novas pessoas e exercitar o que você vem aprendendo. Para isso, use as redes sociais e procure comunidades de acordo com seus interesses, e participe de discussões saudáveis expondo seu ponto de vista. A cada passo, documente o que já foi feito para que você possa enxergar o quanto progrediu. 

Estipule também tarefas maiores que sirvam como marcos do seu desenvolvimento. Para quem está trabalhando na comunicação, uma ideia é estipular um prazo para a apresentação de um seminário ou palestra.

Esse é apenas um exemplo, mas você pode replicá-lo ao seu próprio caso, de acordo com o que está desenvolvendo.

2. Evite a procrastinação e gerencie seu tempo

Você já deve ter ouvido falar que o tempo mínimo para se criar um hábito é de 21 dias — o que, dependendo da situação, pode variar para mais ou menos. Se você estiver em um processo de desenvolvimento pessoal, é provável que tenha vontade de procrastinar em algum ponto da sua jornada.

De acordo com estudos do pesquisador e psicólogo Tim Pychlyl, da Universidade de Carleton, no Canadá, a procrastinação é o principal mal entre os estudantes, e pode causar danos significativos na saúde mental e até física de quem apresenta esse hábito em excesso. 

A boa notícia é que é possível evitar. Ao contrário do que muitos pensam, não é preciso se “punir” quando você se pegar procrastinando, mas sim, ter um controle maior dos seus horários e do seu planejamento.

Sempre que você precisar realizar uma tarefa para o seu desenvolvimento pessoal, determine os horários para que você esteja focado. Estipule também intervalos para que você possa descansar e recomeçar os estudos. Uma boa forma de controlar esses períodos é utilizando o método Pomodoro — ou seja, 25 minutos de foco seguidos por 5 minutos de descanso.

Com o tempo, seu cérebro deve se habituar a essa forma de trabalhar, será possível evitar ainda mais procrastinação. Para isso, lembre-se de manter-se persistente.

3. Esteja o tempo todo aprendendo

Quando se fala em estudos, é comum que pensemos sobre a educação formal, especialmente aquela ensinada em faculdades, cursos e escolas. Entretanto, estamos todos os dias tendo novos aprendizados, e muitos deles podem ser de grande valor.

Pensando nisso, aproveite ao máximo o tempo que você tem à disposição para consumir conteúdos de qualidade, como livros, vídeos, podcasts, filmes, séries documentários, ebooks, infográficos, entre outros. 

No caso de conteúdos em áudio e vídeo, muitas vezes, é possível conferi-los enquanto você faz outras tarefas, como limpar a casa, lavar a louça, se exercitar ou no caminho do trabalho. Já os filmes e séries, você pode assistir durante seus horários de lazer e fins de semana, escolhendo títulos bem recomendados e que possam ajudar no seu desenvolvimento pessoal.

Lembre-se de intercalar esses conteúdos com outros tipos de diversão, o que também é bastante saudável. O mais importante é poder tirar aprendizados de tudo o que você consome e saber aplicar essas lições à sua vida.

4. Cuida da saúde mental

Nunca se falou tanto em saúde mental quanto nos últimos anos, e não é à toa, já que cada vez mais têm apresentado problemas com relação a esse tópico. Esse é um pilar essencial, e que pode influenciar muito no restante das suas atividades.

Para manter o cérebro devidamente saudável, separe um tempo para atividades de lazer e que você gosta muito. Tarefas como fazer exercício físico, tocar instrumentos, cozinhar, jogar videogames e cuidar de um animal de estimação são algumas opções.

desenvolvimento pessoal saúde mental exercícios físicos
Fazer alguma atividade que você gosta, como exercícios físicos, pode ajudar a se manter mentalmente saudável.

Além disso, também é importante fazer algum tipo de terapia com auxílio de um profissional. Isso será essencial para o seu autoconhecimento, e ajudará a corrigir eventuais falhas e avaliar o seu progresso.

5. Peça ajuda para outras pessoas

Não é porque você está buscando o desenvolvimento pessoal que não pode contar com ninguém para auxiliar você — muito pelo contrário! O apoio de outras pessoas é essencial e pode ser muito valioso durante esse processo.

Se você pretende melhorar suas habilidades de comunicação, como citamos há pouco, peça a ajuda de amigos que você sabe que são bons nesse sentido, e que podem dar conselhos ou dicas específicas com relação ao seu caso em específico. Da mesma forma, quando possível, peça opiniões e feedbacks.

Além disso, também pode ser importante conhecer novas pessoas. Ao contrário dos seus amigos e familiares, a opinião de quem você conheceu recentemente costuma ser menos enviesada, e muitas vezes, mais franca. 

Portanto, participe de novos grupos e comunidades em que você possa se conectar com pessoas diferentes e saia um pouco da sua zona de conforto. Dessa maneira, você poderá aprender com as experiências de cada um e, quando necessário tirar dúvidas e pedir opiniões.

Por fim, uma opção para quem está buscando o desenvolvimento pessoal são as consultorias de carreira. Nesses encontros, você pode conversar com um especialista sobre seus anseios e ele pode ajudá-lo a propor soluções práticas e esses problemas.


Na Awari, além de ter acesso a cursos completos, aulas ao vivo e mentorias individuais, você pode agendar consultorias de carreira com profissionais para auxiliar em sua jornada mais. Saiba mais clicando aqui!

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Começar agora