UX Designer: quanto ganha e tendências para a carreira

UX Designer: quanto ganha e tendências para a carreira

Os consumidores esperam produtos, serviços e informações que sejam oportunos e atendam às suas necessidades e desejos específicos. Assim, os usuários tornaram-se cada vez mais exigentes com suas experiências dentro de aplicativos e sites. Neste cenário, surgiu a área de UX Design (ou Design de Experiência do Usuário), que ganhou destaque nos últimos anos como um departamento de User Experience. 

Entende-se UX como o que um usuário sente ao utilizar um produto, sistema ou serviço. Equilibrando aspectos práticos, experienciais, significativos e valiosos de interação.

Imagine que você comprou um notebook novo, e quando começou a utilizá-lo se sentiu confortável com diversas características como as teclas que são macias e o sistema que é rápido e eficaz. Neste caso, nota-se que a Experiência do Usuário (UX) deste produto é boa e que a equipe responsável por desenvolvê-lo teve uma preocupação com a usabilidade.

Agora pense no seu notebook antigo, que travava toda hora e quando você ia apertar a tecla deletar o desligava sem querer. Este produto não lhe concedeu uma boa Experiência do Usuário –  mas não podemos dizer que não existia uma experiência ali. Sabe por quê?

Pois a experiência do usuário sempre vai acontecer, ela vai estar presente em qualquer tipo de produto. O que muda é que as pessoas que desenvolveram podem ter tido ou não uma preocupação em melhorar essa experiência.

Quer entender mais sobre o assunto e compreender como iniciar a carreira em UX Design, incluindo o que fazem profissionais de UX, quanto ganham e quais as tendências? Nós preparamos esse texto especialmente para você. 

O que é User Experience Design?

O UX Design é um campo de User Experience (ou experiência de usuário) dedicado a ajudar um usuário a percorrer um processo ou produto digital com o mínimo esforço e o máximo valor. 

Ok, você poderia argumentar que as pessoas têm participado do UX Design desde a invenção da roda. No entanto, o design de experiência do usuário como um campo definido só existiu a partir do boom da ponto-com, onde estima-se que 1.000 profissionais de experiência do usuário no mundo em 1983 cresceram em número para 1 milhão até 2017. Isso coincidiu com o primeiro funcionário da Apple Computer, Don Norman, cunhando o termo “experiência do usuário” em 1993 para definir o propósito de sua equipe.

O que diferencia um UX Design eficiente de um ruim está, em muitos casos, mais relacionado à filosofia da empresa que oferece o serviço do que em suas características técnicas. Por isso, empresas que prezam por uma boa experiência estão se destacando atualmente.

O que faz um UX Designer?

Hoje, o UX Design é um campo presente entre as indústrias com produtos digitais, como software e serviços online. O design de experiência do usuário se concentra principalmente em um usuário que experimenta um ambiente digital, como um aplicativo, por isso também inclui as indústrias de web design e desenvolvimento de videogames. Qualquer empresa que use software também deve pensar na experiência do usuário que seus clientes e funcionários têm com esse software.

O processo de design de experiência do usuário pode determinar as responsabilidades diárias de um designer de experiência do usuário. É amplamente categorizado em termos de pesquisa, design e validação de design, mas aqui está o que geralmente está envolvido.

Realizando pesquisas com usuários

Ouvir, observar e tentar entender os usuários é a base de um bom design de experiência do usuário. Várias técnicas de pesquisa, desde pesquisas até testes de usabilidade, podem ajudar os designers de experiência do usuário a aprender sobre o comportamento de seus usuários e descobrir quais são seus problemas.

Definindo problemas do usuário

O problema pode (e muitas vezes é) definido antes da pesquisa de usuário, baseando-se nas dores e feedback dos usuários. Porém, dependendo do que o projeto exigir, como estratégias mais direcionadas, um UX Designer também pode conduzir uma pesquisa com o usuário, e depois passar para a fase de análise de insights.

É aqui que eles tentam dar sentido à pesquisa do usuário. Eles analisarão e articularão os problemas, comportamentos e objetivos dos usuários em oficinas. Itens como diagramas de afinidade, mapas de jornada do cliente e personas são importantes aqui. Esta análise ajudará a definir o(s) problema(s) de projeto e informar as decisões de projeto.

Projetando

Quando os designers de experiência do usuário terminarem de analisar sua experiência do usuário e descobrirem possíveis problemas ou barreiras, eles passarão para a fase de design. Eles terão feito uma enorme quantidade de trabalho antes de chegar aqui. Isso envolve diferentes projetos, como a criação de diagramas de fluxo, protótipos e wireframe.

Um UX Design faz um wireframe de baixa fidelidade na mão em uma mesa
UX Designer desenhando um wireframe de baixa fidelidade – Fonte: Unsplash

Os designers de experiência do usuário criam diagramas de fluxo para dar uma visão panorâmica de como diferentes elementos do produto se interconectam. Eles mapeiam como os usuários alcançam seu objetivo e como se movem através de um site ou aplicativo. Eles são feitos usando ferramentas de experiência do usuário como Figma e Adobe XD.

Os protótipos validam as decisões de design de experiência do usuário, ajudando as empresas a evitar cometer erros caros. Uma vez que esses protótipos sejam finalizados, os designers de experiência do usuário farão wireframes para entregar os projetos aos desenvolvedores.

Realizando teste do usuário

A validação do projeto não pára quando os wireframes são entregues aos desenvolvedores. Os designers de experiência do usuário devem testar e coletar feedback continuamente sobre seus projetos.

Esse feedback é essencial se você está projetando um novo recurso ou melhorando um existente. Os designers de experiência do usuário devem realizar regularmente testes A/B, pesquisas, pesquisas e testes de usabilidade para melhorar e otimizar a experiência do usuário.

Os designers de experiência do usuário devem entender todo o processo de experiência do usuário, mesmo que não estejam envolvidos em todas as etapas. É importante manter a colaboração e evitar trabalhar em silos.

Leia mais: User Experience (UX): o que é e como atuar na área?

Qual a importância do profissional de UX?

O UX Design sempre existirá, sendo planejado ou não, pois o usuário sempre terá uma experiência ao interagir com um produto/marca/serviço. Se um lead (potencial cliente) deseja comprar uma balança digital comercial, ele provavelmente irá buscar informações, imagens e todos os detalhes possíveis antes de realizar a compra.

Quando a experiência do usuário não é o centro do planejamento e desenvolvimento, podem surgir produtos/serviços com ótimas funcionalidades mas que são rejeitados por seus usuários. Isto ocorre porque as pessoas, ao invés de avaliarem de forma consciente as características e funcionalidades de um produto, percebem a experiência da interação com este.

Para o profissional que deseja trabalhar nesta área, é possível partir de diversas formações que irão auxiliar nas suas atividades. Enquanto um designer de moda pode entregar uma peça de roupa e um designer gráfico pode entregar um layout, o que um UX  pode apresentar para o cliente?

É importante saber que o trabalho é baseado em pesquisas e testes. Por isso, para cada situação, este profissional pode apresentar propostas diferentes, dependendo da etapa em que o projeto se encontra e para que/quem ele se destina. Uma pesquisa feita pelo grupo Nielsen, mostra, em ordem de uso, os elementos que são geralmente apresentados por profissionais de UX design em suas propostas:

Wireframe estática

Guia visual que representa a estrutura da página e a hierarquia dos principais componentes.

Prototipação interativa

Simulação da navegação e das funcionalidades, por meio de um layout acionável.

Assinatura Awari | Cursos Design

Fluxograma

Organização das informações e interações.

Mapa de site

Diagrama das páginas de um site organizadas por hierarquia.

Relatório de usabilidade/analytics

Com a análise de métricas do Analytics, é possível identificar o que pode ser melhorado na navegação.

Biblioteca de padrões ou guia de estilos

Uma lista de exemplos dos padrões de interação a serem utilizados.

Mapa da jornada do usuário ou storyboard

Este diagrama é um documento que mostra os passos que o consumidor dá, na interação com o serviço/produto.

Relatório de análise competitiva

Relatório de análise dos produtos dos concorrentes.

Mockup visual de alta fidelidade

Representação visual detalhada do produto final.

Mapa de sistema ou modelo conceitual

Este mapa contém informações que apontarão as regras de um sistema.

Sistemas de resultado de rastreamento

Análise do movimento dos olhos do usuário ou mouse durante a interação com o produto. Mostra partes da interface que mais interessam o usuário. Esta análise é feita utilizando códigos, que gravam de forma numérica ou gráfica os dados de uso do site. Como exemplo podemos citar a quantidade de pessoas que permaneceram em uma determinada página, que utilizaram a barra de rolagem, clicaram em um botão, entre outras opções personalizáveis.

Personas

Criação de um personagem fictício, que representa o cliente ideal. Este personagem é criado para destacar dados demográficos, comportamentais, necessidades e motivações, em uma jornada de compra.

Se sua empresa fornece produtos como detector de gás, por exemplo, por meio da definição de uma persona, é possível direcionar os seus esforços de marketing de maneira precisa e alcançar mais leads.

Protótipo em papel

Representação do produto com suas funcionalidades representadas em papel.

Auditoria de conteúdo

Lista dos conteúdos que estarão contidos no produto.

Mood board

Conjunto de imagens como referência para o estilo visual do produto.

Quanto ganha um UX Designer?

A área de UX Design está em ascensão e a profissão de UX Designer está sendo bem cobiçada. Não somente pelo bom salário que ela oferece, mas por diversas razões que vão desde flexibilidade até satisfação por impactar a vida de várias pessoas através de projetos de Design.

Uma pesquisa da InVision apontou que os salários de UX Designers são os mais altos se comparados a outros cargos de Design dentro de uma empresa. Falando do mercado brasileiro, a média salarial também é alta para UX Designer: R$7.343,00, segundo o site Glassdoor.

Quais são as tendências em UX Design?

UX Research

Os pesquisadores de experiência do usuário se concentram em todas as coisas relacionadas à pesquisa. Eles realizam pesquisas com usuários reais, reunindo ambos dados qualitativos e quantitativos sobre como as pessoas pensam, sentem e se comportam. Em seguida, eles compartilham esses insights com toda a equipe de produtos, ajudando todos a entender o público-alvo e informando uma estratégia de design centrada no usuário

UX Writing

UX Writers criam todo o texto que o usuário encontra ao usar um produto ou serviço, desde a mensagem de erro que aparece quando você digita a senha errada até a mensagem comemorativa que você recebe quando atinge um marco em um aplicativo de aprendizado de idiomas ou fitness. Com base em estratégias de pesquisa e análise de usuário, eles escreverão textos concisos e fáceis de usar que guiam o usuário pelo produto.

Product Designer

Arquiteto de informações

Os arquitetos de informações analisam a jornada do usuário pelo site para determinar como organizar as informações em cada página e como páginas individuais se conectam para criar navegação lógica. O objetivo deles é tornar o mais fácil possível para o usuário encontrar o que está procurando.

UX/UI Designer

Dependendo do tamanho da empresa, os UX e UI Designers trabalham juntos, mas geralmente dividem suas responsabilidades. O objetivo do UX Designer é criar produtos funcionais, confiáveis e utilizáveis; o objetivo do UI Designer é tornar interfaces acessíveis e bonitas. O designer de experiência do usuário geralmente cria um wireframe e depois o entrega ao designer de interface do usuário, que cuidará da estética do produto e apresentará detalhes minuciosos.

UX Strategist 

Você pode definir a estratégia de experiência do usuário como a convergência do design da experiência do usuário e da estratégia de negócios. Os estrategistas de experiência do usuário trazem uma mentalidade centrada no usuário para a sala de reuniões, além de garantir que a equipe de design esteja trabalhando com os objetivos de negócios em mente.

Quais os passos para se tornar UX Designer?

Para iniciar sua carreira em UX, você precisará aprender alguns fundamentos de design. Mas calma, você não precisa saber tudo isso no início, já que irá adquirir habilidades adicionais durante a jornada de aprendizagem. Para começar, você pode seguir dois passos:

  • Aprenda os fundamentos de UX: aprenda e desenvolva habilidades técnicas cruciais para a função. Você não precisa ser especialista em tudo, mas quanto mais você se aprofundar no universo de UX, mais facilidades terá no desenvolvimento de novos produtos. 
  • Pesquisa e estratégia do usuário (que envolve coleta de dados):neste tópico você conhecerá o trabalho do UX Researcher. Ele atuará na elaboração de entrevistas qualitativas e quantitativas, e em todas estratégias que envolvem a coleta de informações do seu usuário.
  • Wireframing e Prototipagem: neste tópico você se aprofundará na atuação UX Design, responsável por definir o melhor fluxo de interação do usuário no aplicativo.
  • Design de Interface do Usuário: neste tópico você conhecerá a atuação de um UI Design, responsável pela criação de interfaces funcionais, as quais permitem que usuário navegue de forma intuitiva pelo aplicativo.

Você também precisará construir uma base sólida de habilidades sociais, incluindo gerenciamento de projetos, colaboração e habilidades de comunicação. Isso porque todo projeto que envolve experiência de usuário é desenvolvido por um time. Desta forma, você precisará aprender a trabalhar em equipe.

Dicas da Awari:

  • Aprenda a Usar as Principais Ferramentas de Design: aprenda a trabalhar com ferramentas de wireframing – Sketch é o mais utilizado, mas Illustrator, InVision Studio, Adobe XD e Figma também são populares. Para design de interface, o Photoshop é o mais usado, portanto, é importante estar familiarizado com a ferramenta.
  • O site DesignLab oferece uma newsletter semanal que ensina de forma gratuita designers iniciantes a darem seus primeiros passos no Figma. Outra opção é a newsletter Awari Insights: Produto e UX, que oferece insights, análises aprofundadas e todas as novidades sobre o mercado tecnológico.

Há, também, a possibilidade de iniciar sua jornada na carreira de User Experience por meio de um curso específico na área, como o de UX/UI Design oferecido pela Awari. Neles, você irá aplicar a teoria na prática, realizando atividades, aulas e mentorias com profissionais experts de grandes empresas do mercado, como Disney, Apple, Nubank, iFood e Twitter – além de ter um acompanhamento de carreira individual e garantia de um emprego na área após o curso. 

Desenvolva a sua carreira em UX 

A Awari é uma plataforma completa com mentorias individuais, cursos com aulas ao vivo e suporte de carreira para você dar seu próximo passo profissional.

Conheça nossa trilha de Design e confira os nossos cursos de UX/UI com jornada personalizada e materiais complementares desenvolvidos por especialistas no mercado.

Avance sua carreira

Conheça a Awari

Dê seu próximo passo profissional com nossos cursos e aprenda com mentorias individuais dos melhores profissionais do mercado.

Saiba mais

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Começar agora