Facebook pixel
Awari

17 de agosto de 2021

UX Designer: saiba tudo sobre a profissão

A indústria de UX Design (design de experiência do usuário) está se expandindo a um ritmo acelerado e tornou-se essencial para o desenvolvimento de produtos digitais. No entanto, a função do UX Designer ainda confunde não apenas amigos e familiares desse profissional, mas também empregadores e pessoas que trabalham no setor de tecnologia, tudo isso por causa de sua relativa novidade.

Neste contexto, o UX Designer (ou designer de experiência do usuário) é responsável pela tarefa de melhorar a satisfação do usuário com um produto, tornando sua usabilidade, acessibilidade e interação melhores. Mas você quer entender mais sobre o assunto e compreender como iniciar na carreira como UX Designer, incluindo o que faz esse profissional de UX e quanto ganha? Nós preparamos esse texto especialmente para você. 

O que você vai ver aqui:

  • Quais são as principais habilidades de um UX Designer?
  • O que faz um UX Designer?
  • Como é a descrição de trabalho de um UI/UX Designer nas empresas?
  • Exemplos de empresas com um bom UX Design
  • Quanto ganha um UX Designer?
  • 3 passos para se tornar um UX Designer

Quais são as principais habilidades de um UX Designer?

A descrição do trabalho de designers de UX varia muito. Muitos designers profissionais de UX se originam de campos não relacionados e trazem habilidades transferíveis, como design visual ou desenvolvimento de software. Da mesma forma, suas formações educacionais são diversas, já que diplomas e cursos de ensino superior não são pré-requisitos. Os designers de UX precisam de uma variedade de habilidades técnicas, como pesquisa de experiência do usuário, wireframing e prototipagem, design de interação, comunicação visual e arquitetura da informação.

Como o design de UX é um trabalho muito focado em pessoas, as empresas dão preferência para candidatos que têm fortes habilidades sociais – e não consideram tanto as hard skills, ou habilidades específicas. Soft skills são o que tornam um designer excepcional. Com isso, uma dica para se tornar um UX Designer de destaque, é mostrar que é bom comunicador, curioso, flexível e empático com o usuário.

O que faz um UX Designer no dia a dia?

As responsabilidades de um UX Designer (design de experiência do usuário) podem mudar de empresa para empresa. O que não muda, porém, é que ele é categorizado em termos de pesquisa, design e validação de design, e aqui está o que geralmente está envolvido no dia a dia de um UX Designer.

Definindo problemas do usuário

O problema pode (e muitas vezes é) definido antes da pesquisa de usuário, baseando-se nas dores e feedback dos usuários. Porém, dependendo do que o projeto exigir, como estratégias mais direcionadas, um UX Designer também pode conduzir uma pesquisa com o usuário, e depois passar para a fase de análise de insights.

É aqui que eles tentam dar sentido à pesquisa do usuário. Eles analisarão e articularão os problemas, comportamentos e objetivos dos usuários em oficinas. Itens como diagramas de afinidade, mapas de jornada do cliente e personas são importantes aqui. Esta análise ajudará a definir o(s) problema(s) de projeto e informar as decisões de projeto.

Realizando pesquisas com usuários

Ouvir, observar e tentar entender os usuários é a base de um bom UX Designer. Várias técnicas de pesquisa, desde pesquisas até testes de usabilidade, podem ajudar os designers de experiência do usuário a aprender sobre o comportamento de seus usuários e descobrir quais são seus problemas e como solucioná-los. 

Representação das áreas de atuação de um UX Designer
Representação das áreas de atuação de um UX Designer – Fonte: Carrear Foundre

Projetando

Quando os designers de experiência do usuário terminarem de analisar sua experiência do usuário e descobrirem possíveis problemas ou barreiras, eles passarão para a fase de design. Eles terão feito uma enorme quantidade de trabalho antes de chegar aqui. Isso envolve diferentes projetos, como a criação de diagramas de fluxo, protótipos e wireframe.

Os designers de experiência do usuário criam diagramas de fluxo para dar uma visão panorâmica de como diferentes elementos do produto se interconectam. Eles mapeiam como os usuários alcançam seu objetivo e como se movem através de um site ou aplicativo. Eles são feitos usando ferramentas de experiência do usuário como Figma e Adobe XD.

Os protótipos validam as decisões de design de experiência do usuário, ajudando as empresas a evitar cometer erros caros. Uma vez que esses protótipos sejam finalizados, os designers de experiência do usuário farão wireframes para entregar os projetos aos desenvolvedores.

Testando o usuário

A validação do projeto não pára quando os wireframes são entregues aos desenvolvedores. Os designers de experiência do usuário devem testar e coletar feedback continuamente sobre seus projetos.

Esse feedback é essencial se você está projetando um novo recurso ou melhorando um existente. Os designers de experiência do usuário devem realizar regularmente testes A/B, pesquisas, pesquisas e testes de usabilidade para melhorar e otimizar a experiência do usuário.

Os designers de experiência do usuário devem entender todo o processo de experiência do usuário, mesmo que não estejam envolvidos em todas as etapas. É importante manter a colaboração e evitar trabalhar em silos.

Leia mais: User Experience (UX): o que é e como atuar na área?

Como é a descrição do trabalho de um UX Designer no LinkedIn?

Uma descrição típica do trabalho de designer de UX incorpora uma mistura de responsabilidades e qualificações importantes. Espera-se que os potenciais candidatos:

  • Criem designs centrados no usuário entendendo os requisitos de negócios, a voz do cliente, as jornadas do usuário, o feedback do cliente e as descobertas de usabilidade
  • Criem rápida e iterativamente fluxos de usuário, wireframes, protótipos, maquetes de baixa e alta fidelidade
  • Comuniquem-se com as equipes de produto e engenharia, bem como as partes interessadas do negócio e a liderança executiva
  • Garantam que a voz do cliente esteja presente incorporando feedback do cliente, métricas de uso e descobertas de usabilidade ao design
  • Realizando análise de métricas após o lançamento para informar os esforços de otimização de design/UX
  • Saibam como usar ferramentas de prototipagem como Sketch, Invision ou equivalente
  • Possuir excelentes habilidades de comunicação, apresentação, colaboração e interpessoais

Quais os benefícios do UX Designer para as empresas?

Aumento nas Conversões

Muitas empresas estão vendendo o mesmo produto. Mas os clientes optaram por abrir sites com uma experiência de usuário fácil e eficaz. O aumento no número de visitantes resulta em uma taxa de conversão crescente. 

De acordo com um estudo publicado pela Forrester Research, afirmou que, embora uma ótima interface do usuário possa aumentar a taxa de conversão de um site em 200%, uma ótima experiência do usuário poderia aumentar a mesma em quase 400%. Além disso, de acordo com uma pesquisa feita pela Forrester, diz que a usabilidade tem um grande efeito na satisfação dos clientes; tanto que:

  • Aumenta sua vontade de pagar em 14,4%.
  • Reduz sua relutância em mudar de marca em 15,8%.
  • Aumenta sua probabilidade de recomendar um produto em 16,6%.

Aumenta a fidelidade à marca

A lealdade à marca é a tendência de um consumidor comprar da mesma marca repetidamente, em vez de marcas concorrentes. Construir lealdade à marca é o núcleo de qualquer negócio. A experiência do usuário sem complicações não apenas impressiona os usuários à primeira vista, mas os mantém para um relacionamento duradouro. Um design de experiência do usuário centrado no usuário e a correção contínua de bugs são as chaves para a retenção do usuário e manutenção da fidelidade à marca.

Exemplos de empresas com bom UX Design

Netflix

Netflix é um serviço de streaming conhecido por sua variedade de conteúdo, que são programas de TV premiados, filmes, documentários e muito mais com uma experiência do usuário incrível. Eles são reconhecidos por terem uma experiência de usuário boa em dispositivos móveis, tablets, TV e desktop. 

Tela mostra a interface de filmes da Netflix
Netflix se destaca pela usabilidade de seu site e aplicativo

Spotify

Spotify é uma plataforma de streaming de música. Nos últimos anos, houve um tremendo crescimento na plataforma, justamente por ela se destacar das demais concorrentes, como Deezer ou Tidal. Existem várias plataformas de streaming de música, mas nenhuma delas não oferecem uma experiência ao usuário tão boa quanto o Spotify.

Tela mostra o aplicativo do Spotify aberto em 4 dispositivos: pc, tablet, smartphone e iPhone
Spotify possui app para diferentes plataformas

Qual o salário de um UX Design?

A área de UX Design está em ascensão e a profissão de UX Designer está sendo bem cobiçada. Não somente pelo bom salário que ela oferece, mas por diversas razões que vão desde flexibilidade até satisfação por impactar a vida de várias pessoas através de projetos de Design.

Uma pesquisa da InVision apontou que os salários de UX Designers são os mais altos se comparados a outros cargos de Design dentro de uma empresa. Falando do mercado brasileiro, a média salarial também é alta para UX Designer: R$3000,00, segundo o site Glassdoor.

O que é preciso para ser um UX Designer?

Se tornar um UX Designer pode até parecer um processo intimidador, mas não é por aí. Para iniciar a jornada como UX Designer, você não precisa ser um designer profissional ou pesquisador veterano, mas precisa, claro, ter vontade e disposição para se desenvolver nessas áreas, já que elas são a base do aprendizado. 

A boa notícia é que, uma vez que você passa a dominar essas habilidades, o resto será mais fácil. Isso porque quase todo o projeto de UX Design é baseado em pesquisa, prototipação e testagem com usuários. Esses recursos são utilizados em sites e aplicativos para a criação de interfaces visualmente impactantes para o usuário.

Desta maneira, os passos para iniciar sua jornada são:

1. Aprenda os fundamentos da Experiência de Usuário (UX)

O primeiro passo é se dedicar em aprender os conceitos da área Experiência do Usuário (UX). Isso te ajudará a desenvolver um olhar crítico para identificar espaços problemáticos em aplicativos e sites e como desenvolver soluções para eles. Para isso, você pode começar por cursos gratuitos introdutórios. Algumas opções são:

Um bom exercício de percepção para praticar o que você aprenderá em aula é começar a observar a jornada do usuário pelo aplicativo. Como? É fácil. Abra aquele aplicativo do banco, do táxi ou de delivery que você mais utiliza e começa a pensar no que te incomoda e o que poderia melhorar. Botões em lugar esquisitos? Frase sem sentido? Anote. Tudo isso faz parte de UX Design. 

2. Aprenda sobre pesquisas com o usuário 

A pesquisa do usuário é essencial para o UX Designer. Afinal, é ela que iria nortear o seu projeto e criar aplicativos e sites focados em proporcionar uma boa experiência ao usuário/cliente da sua empresa. Dedique-se em aprender como conduzir pesquisas de usuários e entender o comportamento, necessidades e motivações deles. Com esse conhecimento, você poderá tornar interações complexas (como as de bancos) visualmente agradáveis e funcionais ao seu usuário final.

Dicas bônus da Awari:

  • Aprenda a Usar as Principais Ferramentas de Design: aprenda a trabalhar com ferramentas de wireframing – Sketch é o mais utilizado, mas Illustrator, InVision Studio, Adobe XD e Figma também são populares. Para design de interface, o Photoshop é o mais usado, portanto, é importante estar familiarizado com a ferramenta.

3. Aprenda com UX Designers de grandes empresas

Há, também, a possibilidade de iniciar sua jornada como UX Designer por meio de um curso específico na área, que conta com um significativo diferencial: te dá a oportunidade de aprender com instrutores e mentores experientes de grandes empresas do mercado, como Mercado Livre, QuintoAndar, iFood e Disney, e é chamado de curso de UX/UI Design com Garantia de Emprego, oferecido pela Awari.

Nele, você aprenderá desde os fundamentos da profissão até a construção de protótipos avançados de aplicativos. Ao entrarmos nas unidades de Research, ensinaremos de forma aprofundada a aplicação de pesquisas qualitativas e quantitativas, contexto de negócios, design thinking, artefato linguagem como personas e mapas de empatia, frameworks, métricas.

Você utilizará metodologias de desenvolvimento, user stories, job stories, desenvolvimento de arquitetura da informação, análise de fluxos, visual design, design systems. Próximo à conclusão, iremos então avançar para o desenvolvimento de protótipos avançados e testes de usabilidade para validar seu projeto.

Mas o maior diferencial desse curso é o seu modelo. Durante a jornada de aprendizado, vamos dar todo o suporte necessário para nossos alunos e garantir que consigam um emprego na área. Caso isso não aconteça, devolveremos integralmente o valor que o aluno investiu no curso. Dessa forma, a Awari se compromete 100% com o sucesso dos nossos alunos.

Quer saber mais sobre o curso com Garantia de Emprego da Awari? Leia aqui ou converse com o nosso time

Escrito por

Eduardo Valim

é redator na Awari e escreve sobre carreira e tecnologia.