← Voltar para o blog

Como deixar o Linkedin atrativo em 9 passos simples

Como deixar o Linkedin atrativo em 9 passos simples

Você possui um perfil no LinkedIn, mas não tem conseguido chamar a atenção dos recrutadores na rede? 

Talvez, a sua página não esteja preenchida adequadamente para se tornar atrativa. Vemos isso acontecer com frequência. Ainda que o LinkedIn não seja uma rede social tão nova assim, muita gente tem dúvida sobre como usá-la.

Por isso, neste artigo, vamos ensinar como ter um perfil matador. Já abre aí a sua tela de edição no LinkedIn e vamos juntos preencher as informações. Bora lá? 

Por que criar um perfil no LinkedIn?

Antes do passo a passo, vale a reflexão sobre a importância do LinkedIn. Como dissemos na introdução deste texto, a rede não é recente. Ela foi lançada em 2003, nos Estados Unidos, e chegou ao Brasil em 2010. Ou seja, já tem mais de uma década de operação por aqui.

Homem sentando em frente a um computador trabalhando
Quer saber como melhorar seu perfil no LinkedIn? Confira este artigo 🙂

Atualmente, o LinkedIn conta com mais de 43 milhões de usuários brasileiros. Entre eles, há muitos recrutadores. Estima-se que 90% dos recrutadores utilizam a rede social regularmente para descobrir potenciais candidatos às vagas.

Essa informação prova que a plataforma, além de ser uma importante ferramenta para o RH, é incrível para os profissionais que procuram uma oportunidade.

Leia mais: Currículos em UX: dicas práticas para ser notado pelos recrutadores

O que é um perfil campeão no LinkedIn?

Perfil campeão é o termo usado pelo LinkedIn para qualificar os perfis relevantes na rede social. Para obter essa classificação, é preciso preencher informações essenciais do currículo. Ter um perfil campeão no LinkedIn é fundamental, sem dúvida, mas é possível ir muito além disso. 

Chegou a hora das orientações e dicas para criar o seu perfil no LinkedIn. Sem mais delongas, vamos aos 9 passos:

1. Escolha uma foto profissional, mas autêntica

O LinkedIn é uma rede social profissional, sendo assim, o seu perfil precisa estar compatível à proposta da plataforma.

Por isso, ao escolher a foto, certifique-se de que ela seja mais sóbria e transmita a sua personalidade. Ao mesmo tempo em que é preciso passar uma imagem segura, a foto deve ter um ar carismático. É fácil cumprir esses requisitos quando você escolhe uma foto que tangibiliza exatamente o que você é.

Pense nisso!

2. Capriche no headline e seja sucinto

O headline, ou título, como também é chamado, deve conter as informações mais relevantes sobre o seu perfil. Algumas pessoas inserem tantas siglas de certificações que acabam confundindo o recrutador porque não dão clareza da atuação. Lembre-se que o headline é a primeira parte da leitura do seu perfil, então ele precisa ser chamativo e, claro, coerente.

Minhas dicas: seja direto, claro e escreva o texto em inglês (de preferência). 

3. Encare o “sobre” como a sua carta de apresentação

O item “sobre” é a parte do perfil destinada à sua apresentação profissional. Mesmo que você tenha uma infinidade de informações para compartilhar, procure ser estratégico na descrição. Aquelas experiências passadas, que não fazem mais sentido para o que você busca, podem ser omitidas.

Conte a sua história de modo que a narrativa desperte o interesse e convença o recrutador.

4. Coloque a formação acadêmica em ordem decrescente

Vai soar como exagero, mas eu preciso fazer essa súplica: pelo amor de Deus, coloque seus cursos em ordem cronológica. Mesmo que você ainda não tenha concluído a formação, as mais recentes devem ficar em destaque.

Afinal, elas ganharão destaque no seu headline. Lembre-se de preencher corretamente a data de início e término (ou previsão de conclusão). Além dos cursos em instituições de ensino tradicionais, você deve inserir outras formações, como a da Awari, por exemplo. Embora não sejam faculdades no modelo clássico, esses lugares representam a nova economia e precisam estar em evidência.

Leia também: Como conquistar uma vaga em Tecnologia? Entrevista com Caio Chedid, Talent Acquisition da Gympass

5. Inclua suas certificações e formações rápidas em “Certificados”

Para diferenciar do item anterior, use o espaço de certificados para as reais certificações e cursos rápidos. Títulos como CSPO, CSM, PSPO e formações de até 16h horas podem ser evidenciadas.

6. Organize e detalhe suas experiências profissionais com cuidado

Deixar em branco as descrições das experiências profissionais é muito arriscado. Você até pode guardar algumas informações para compartilhar na entrevista, mas a falta de detalhamento pode te impedir de conseguir uma oportunidade na triagem.

O melhor a se fazer é destacar os resultados obtidos em seus trabalhos. Isso porque o recrutador espera saber o que você ajudou a construir, e não as suas atividades diárias. Por essa razão ainda, prefira fazer textos corridos em vez de bullet points.

7. Aposte nas palavras-chave ao incluir suas competências

O algoritmo do LinkedIn pode ser seu grande aliado no ranqueamento do perfil. Para isso, pesquise os requisitos das vagas e use exatamente os mesmos termos. Aplicar o vocabulário da área é essencial para você ser corretamente interpretado.  E, se você tem dificuldade em identificar quais competências possui, uma dica é consultar os nomes dos módulos de cursos realizados.

8. Peça recomendação até para o Papa se for preciso

Esquece essa história de vergonha. Para se destacar na carreira, você precisa ser cara de pau (no bom sentido, é claro). Peça recomendação para todo mundo. Aborde o seu professor, os seus colegas de curso na Awari, e eu também. É isso, só sai pedindo.

9. Use os interesses para mostrar que você acompanha o mercado

Por fim, nos interesses, procure seguir empresas bacanas e mais digitais para mostrar que você está conectado ao movimento. Foque nas startups mais conhecidas e personalidades inovadoras. Assim como a foto do perfil, essa parte diz muito sobre quem é você e como está interagindo com o mercado.

Erros que você deve evitar ao criar seu perfil no LinkedIn

Agora você tem na manga todas as recomendações essenciais para ter um perfil atrativo no LinkedIn. Mas, olha, além de segui-las, você precisa ficar atento para não cometer alguns deslizes, como esses:

  • Erros na escrita do idioma
  • Falta de uma URL personalizada
  • Uso de clichês e jargões corporativos
  • Desconexão entre os objetivos profissionais 
  • Mentiras e informações pouco precisas.

Boa sorte na sua jornada!

🔵 Quer desenvolver ainda mais sua carreira? Conheça a Awari!

A Awari nasceu e permanece assim: pensando totalmente em transformar a vida de nossos alunos com conteúdos de valor, proporcionando uma experiência incrível que seja real e acessível. 

Conheça nossos cursos, que vão desde Trilhas de Data Science, Gestão de Produtos, Design e Programação. Saiba mais sobre a nossa jornada personalizada e materiais complementares feitos por especialistas no mercado.

Escrito por

Avance sua carreira

e cuide do seu futuro

Esse é o momento para investir em seu futuro e dar seu próximo passo profissional. Comece agora e crie sua conta na Awari:

Inscreva-se